FC Porto fecha pré-época a vencer; André Silva voltou a marcar mas Otávio foi o principal destaque; Layún parece ter perdido o lugar para Alex Telles; Brahimi e Aboubakar não foram utilizados

FC Porto 1-0 Villarreal (André Silva 13')

Num Dragão com 46 mil espectadores o FC Porto fechou a pré-época com uma vitória frente ao Villarreal, equipa que também vai jogar o playoff da Champions. O encontro teve um inicio prometedor mas os azuis e brancos apesar de terem tido mais iniciativa denotaram alguma dificuldade em criar oportunidades claras de golo e a 2.ª parte acabou por ser demasiado monótona. André Silva (8 golos em 8 jogos nesta fase de preparação) garantiu o triunfo mas foi Otávio (que criou 80% do golo) a unidade que mais pontos ganhou, num jogo em que Layún voltou a ser suplente e que mais uma vez não contou com Aboubakar e Brahimi.

A partida até teve algum equilíbrio numa fase inicial mas foi o FC Porto a inaugurar o marcador com André Silva a só ter de encostar depois de uma jogada de insistência de Otávio. Os dragões passaram a ter algum ascendente mas apesar de algumas boas jogadas não conseguiram levar perigo à baliza de Asenjo, o Villarreal respondeu em cima do intervalo mas Pato em boa posição atirou ao lado. O 2.º tempo começou com uma grande oportunidade para o FC Porto no entanto André Silva isolado atirou por cima. Mas (com as substituições o ritmo de jogo baixou muito) só no minuto 81 voltou a haver um lance de destaque com Adrian a não conseguir dar sequência a um grande cruzamento de Layun. O Villarreal ainda esteve perto do empate num bom remate à entrada da área mas o resultado não se alterou.

FC Porto - Encontro que, pela maneira como o ritmo caiu, até monotonia, não permitiu tirar grandes ilações, mas à partida Nuno deve começar a época com Casillas, Maxi, Marcano, Felipe, Telles, Danilo, Herrera, A. André, Otávio, Corona e André Silva. A defesa, apesar de Layún ter sido o Rei das assistências na temporada passada, e enquanto não chega um central, parece estar fechada, no meio campo Danilo e Herrera são indiscutíveis e hoje André André foi dos mais dinâmicos na 1.ª parte. Na frente, com Brahimi e Aboubakar encostados (são os jogadores escolhidos pelos dragões para permitir encaixes de maneira a reforçar o plantel), na teoria havia duas vagas, mas André Silva esteve imparável nas últimas semanas e Otávio foi o elemento mais desta pré-época, pelo que jogou, assistiu e maneira como se começa a assumir como referência no momento com bola, mesmo em lances de bola parada, juntando ao virtuosismo uma intensidade e entrega (como demonstrou no lance do golo) sempre útil.

Etiquetas: ,