Championship recheada de "Champions"

Depois de todas as emoções projetadas, do forte sentimento patriótico evocado por os cidadãos que torciam pelas suas nações quer na América, quer na Europa, eis que estão de volta as competições nacionais. É já hoje, dia 5 de Agosto que regressa um dos campeonatos mais espetaculares e míticos do futebol do velho continente, o Championship. Depois de um ano em que o Burnley foi campeão, o Boro voltou finalmente ao principal escalão do futebol inglês acompanhados pelo Hull City de Steve Bruce voltamos a ter mais um campeonato equilibradíssimo que se inicia com um Fulham vs Newcastle, duas grandes equipas do futebol inglês. Não faltam motivos de interesse para assistirmos a esta competição recheada de bons jogadores e com estádios cheios, equipas históricas e que movimenta muitos milhões.

Ora vejamos, o Championship é a divisão secundária mais valiosa do Mundo e entra no Top 10 dos campeonatos mais ricos e competitivos financeiramente da actualidade, tanto é que muitos dos clubes conseguem ter orçamentos superiores a emblemas que estão na Liga dos Campeões.  O luxo é tanto que esta edição até vai ter dois técnicos que ganharam a Champions num passado recente: Rafa Benítez, que na temporada passada acabou por descer de divisão com o Newcastle, e Roberto di Matteo, aposta do Aston Villa. Benítez, campeão no Valência por duas vezes, com duas Taças UEFA's, uma no Valência e a outra no Chelsea frente ao Benfica,com uma mítica Liga dos Campeões conquistada ao serviço do Liverpool frente ao AC Milan terá à partida um plantel recheado de craques no Newcastle. Também Di Matteo, que venceu a Champions ao serviço do Chelsea, não se pode queixar depois do seu Aston Villa ter contratado Ross McCormack por 15 milhões de euros.

Para além destes dois técnicos, curiosidade para ver o português, Carlos Carvalhal, que na última temporada ia conseguindo uma subida de divisão improvável, Philippe Montanier, Jaap Stam, Alex Neil, Garry Monk, Caldwell e o mítico Hasselbaink. A nível de jogadores depois do Sheffield Wednesday este ano foi o Wolverhampton a apostar forte no produto nacional, o que acaba por ser um motivo de interesse extra para os portugueses.

Visão do Leitor (perceba melhor como pode colaborar com o VM aqui!): João Gaspar

Etiquetas: ,