Moreno confirmado como reforço do City; Póquer para Cavendish no Tour

Uma das grandes revelações do ano na América do Sul. Um jogador que, atuando a partir das alas, tem uma enorme capacidade de desequilíbrio, graças à sua velocidade, agilidade, poder de drible e até atrevimento com que joga (não tem "medo" de partir para cima dos adversários). À partida, é uma aposta de futuro dos citizens (ainda não cumpriu 20 anos), e se for mesmo cedido ao Depor tem tudo para ter impacto na La Liga (por norma há algum espaço no último terço para uma equipa como os galegos explorar, e isso pode assentar que nem uma luva ao colombiano) e regressar depois a Inglaterra mais maduro e com mais hipóteses de se afirmar.

Foi apontado a Benfica, Sporting e FC Porto, mas foi o Manchester City a ganhar a corrida por Marlos Moreno. Foi Carlos Restrepo, seleccionador olímpico da Colômbia, a revelar que o jovem assinou pelo conjunto de Guardiola, tendo sido impedido pelo clube inglês de participar no Rio de Janeiro'2016. O avançado do Atlético Nacional deve ser oficializado pelos Citizens depois da Taça Libertadores, numa transferência que ronda os 9 milhões de euros, no entanto o seu futuro, de acordo com a imprensa inglesa, até deve passar pelo Corunha, clube que o vai receber por empréstimo. Marlos Moreno, extremo/avançado, de 19 anos, esteve na recente Copa América ao serviço da Colômbia.

O britânico já só está a 4 vitórias das 34 de Eddy Merckx; Kittel voltou a precipitar-se; Greipel continua em branco - Mark Cavendish venceu a 4.ª etapa nesta edição da Volta à França ao bater, de maneira categórica, a concorrência na chegada a Villars-les-Dombes Parc des Oiseaux. O britânico, da Dimenson Data (5.ª vitória para a equipa sul-africana neste Tour), aproveitou o arranque de Kittel (sprintou demasiado cedo), ultrapassou o alemão e mais uma vez cortou a meta em 1.º Kristoff fez 2.º, Sagan fechou o pódio, enquanto que John Degenkolb fez 4.º (melhor resultado do alemão neste Tour). Já Kittel, que até foi o 1.º a arrancar, não foi além do 5.º lugar. Greipel, que continua em branco, foi 6.º.

Etiquetas: ,