Luisão desastrado na derrota do Benfica

Sheffield Wednesday 1-0 Benfica (Forestieri 22')

O Benfica perdeu pela 1.ª vez na pré-época, ao ser vergado por 1-0 pelo Sheffield Wednesday. Numa partida em que Rui Vitória alinhou com Paulo Lopes; Semedo, Luisão, Jardel, Grimaldo; Fejsa, Horta, Salvio, Cervi, Benitez e Fonte, o grande destaque (negativo) vai para o baixo nível apresentado por Luisão, que não só foi batido no lance do golo como deixou sempre uma imagem de lentidão e dificuldade de reacção que não auguram nada de bom para o futuro do capitão encarnado.

No que respeita ao encontro, o Benfica entrou melhor, mas sem conseguir criar oportunidades à excepção de um lance de bola parada. Quem aproveitou foi o Sheffield, que chegou ao golo por Forestieri (já depois de ter obrigado Paulo Lopes a uma excelente intervenção), num belo remate cruzado depois de ter tirado Luisão do lance. Pouco depois, Bannan rematou ao lado e até ao intervalo, apesar dos encarnados terem voltado a controlar a partida, o resultado manteve-se, sendo que o único destaque foi um lance em que Luisão foi batido em zona defensivo, tendo sido obrigado a fazer uma falta que podia ter motivado um cartão vermelho. Na 2.ª parte foi o conjunto de Carlos Carvalhal a entrar melhor mas as águias começaram a equilibrar a partir dos 20 minutos e acabaram mesmo o jogo por cima, com Guedes e Lisandro a estarem perto do empate. No entanto o resultado não se alterou e a única nota foi mesmo a lesão de Zivkovic, que foi substituído pouco depois de entrar em campo.

Destaques:

Benfica - Depois da vitória na Algarve Cup, os comandados de Rui Vitória foram derrotados pela 1.ª vez na pré-época, num encontro do qual o treinador dos tricampeões não retirou muitas notas positivas. A equipa teve dificuldades para ligar os sectores (falta o tal 2.º médio) e para criar situações de perigo, muito por culpa de uma circulação que atacava pouco os espaços interiores dos ingleses. Individualmente, Paulo Lopes não teve culpas no golo sofrido e ainda evitou outro com uma boa defesa, ao passo que Luisão, cuja capacidade para voltar a ser opção válida na 1.ª equipa do Benfica já havia levantado dúvidas no final da época passada, deu razão a quem considera que o seu “prazo de validade” já esgotou, ao ficar ligado ao golo sofrido (muito lento a reagir) e a alguns momentos menos felizes (parece muito pesado e com pouca agilidade). Por outro lado, Grimaldo foi dos melhores, cumprindo defensivamente e tentando aplicar a sua técnica e velocidade no ataque. No meio-campo, André Horta teve uma actuação abaixo do que havia feito no Algarve (acrescentou pouca verticalidade e acutilância à posse), enquanto que Salvio pouco se viu (Cervi esteve mais activo mas com pouco sucesso nas suas acções). Rui Fonte também não ganhou pontos (um pouco perdido entre a defesa adversária), ao passo que, entre os suplentes, Pizzi e Carrillo estiveram demasiado erráticos, enquanto que Guedes entrou um pouco melhor (deu-se muito ao jogo). Nota ainda para Zivkovic, que saiu lesionado.

Etiquetas: ,