XI de Portugal frente à Áustria

Depois do empate na estreia no Europeu, Portugal pretende dar uma boa resposta já na 2ª. jornada da competição frente à Áustria. Com efeito, o desafio de amanhã pode mesmo marcar a campanha da selecção nacional, visto que uma derrota iria fazer soar os alarmes em torno da formação das quinas (1 ponto em 2 jogos num grupo como este seria péssimo), ao passo que uma vitória não só deixaria a qualificação muitíssimo bem encaminhada como funcionaria como bálsamo de confiança, ainda por cima por se tratar de um duelo frente àquele que é, na teoria, o adversário mais forte de Portugal nesta 1.ª fase. Assim, dado o mau resultado no 1.º jogo, surgem algumas dúvidas em relação às escolhas de Fernando Santos para o onze inicial, e o Visão de Mercado pediu a vários dos seus colaboradores que elaborassem a formação que, caso fossem o selecionador nacional, escolheriam para entrar em campo no Parque dos Príncipes.
Na baliza, Patrício voltou a ser o mais escolhido, ao passo que na direita da defesa Vieirinha continua a ganhar a corrida a Cédric. No centro da defesa subsiste a unanimidade em torno da dupla Pepe-Carvalho, tal como com Guerreiro na lateral esquerdo. No meio-campo, surgem mais dúvidas. Danilo mantém a preferência para ser a unidade mais recuada do meio-campo, com Renato Sanches a "roubar" o lugar de 2.º médio a João Moutinho (que não foi escolhido por nenhum dos votantes). João Mário e André Gomes conservam o seu lugar no apoio a uma dupla de ataque que, segundo os nossos colaboradores, continuaria a ser composta por Nani e Ronaldo.

Etiquetas: