«Se Portugal não quis jogar nos últimos minutos, a culpa não é minha»; Chile novamente frente à Argentina; Marselha apresenta 1.º reforço

O que interessava era passar? Surpreendeu a postura do conjunto de Fernando Santos na fase final do encontro.  

O seleccionador da Hungria, Bernd Storck, rejeitou qualquer responsabilidade na gestão da posse de bola que marcou os últimos minutos do jogo realizado frente a Portugal. "Não percebi o que estava a acontecer. No último minuto disseram-me o resultado do outro jogo. Nos descontos não quisemos correr riscos, mas até lá estivemos a jogar para a frente. Se Portugal não quis jogar nos últimos 10 minutos a culpa não é minha", disse o alemão.

As duas melhores equipas sul-americanas voltam a discutir o título; Há um ano os chilenos venceram nos penaltis - O Chile derrotou a Colômbia nas meias-finais da Copa Centenário e marcou duelo com a Argentina na final. O encontro, que teve um intervalo de 2 horas e meia por culpa de uma tempestade que caiu sobre Chicago, ficou praticamente resolvido nos primeiros 12 minutos, com Aránguiz a inaugurar o marcador aos 6 e Fuenzalida a fazer o 2-0 aos 11. Recordamos que o Chile a Argentina já se encontraram na fase de grupos e a Albiceleste, mesmo sem Messi, foi superior, no entanto o conjunto de Pizzi também cresceu bastante com o decorrer da competição.

Será o substituto de Mendy, que saiu para o Mónaco a troco de 13 milhões de euros - Henri Bedimo, que estava no Lyon, é o 1.º reforço do Marselha para 2016-17. O lateral esquerdo camaronês, de 32 anos, assinou até 2019 numa transferência a custo zero já que estava em final de contrato.

Etiquetas: , ,