Carrick renova pelo Man Utd; Southampton vende flop por 5 ME; João Aurélio reforça Vit. Guimarães; Rui Machado diz "Adeus" ao Ténis

Apesar desta renovação não é crível que Mou ataque a época com opções para o meio campo como Carrick, Herrera, Fellaini, Schneiderlin e Schweinsteiger.

Michael Carrick, médio que completa 35 anos no próximo mês, renovou pelo Man Utd por mais uma época. O internacional inglês, que representa os Red Devils desde 2006, na última época participou em 42 jogos.

Uma passagem para esquecer pela Premier League, depois de ter brilhado no Málaga - A Real Sociedad garantiu a contratação de Juanmi a troco de 5 milhões de euros. O avançado espanhol, de 23 anos, que em 2014-15 foi chamado à selecção, chega proveniente do Southampton, depois de uma época em que não conseguiu marcar nos 12 jogos em que participou pelos Saints. Na Real vai vestir a camisola 7, que era de Bruma.

Os vimaranenses estão a aumentar bastante a qualidade do elenco - Aurélio, Rúben Ferreira e Soares são excelentes reforços -, falta agora resolver a questão do meio campo, fruto das saídas de Otávio e Cafú - João Aurélio é reforço do Vit. Guimarães até 2018. O lateral direito terminou contrato com o Nacional da Madeira, onde jogou durante oito anos, e regressa a um clube que representou na formação. Este é o 2.º reforço para Pedro Martins proveniente do Nacional depois do avançado Soares.

Foram oito os títulos no circuito ‘challenger' - Szczecin, Poznan, Rijeka e Marraquexe, em 2011, Assunção e Nápoles, em 2010, e Atenas e Meknes, em 2009 -, dez presenças no quadro principal de torneios do ‘Grand Slam', com a segunda ronda do Open dos Estados Unidos de 2008 e de Roland Garros de 2009 a figurarem como melhores resultados, 28 chamadas à seleção portuguesa da Taça Davis e quatro títulos de campeão nacional - Rui Machado, o segundo melhor tenista português de sempre, pôs hoje um ponto final na sua carreira, cedendo a um pedido do seu corpo, mas despedindo-se realizado com a sua carreira. Rui Machado termina uma carreira recheada de sucessos, só travados pelos problemas físicos que foi tendo ao longo da carreira. Destro e com uma esquerda a duas mãos, Rui Machado é conhecido pela garra e pela capacidade de recuperar de resultados desfavoráveis. Chegou, em 2011, à 59ª posição do ranking ATP, superando Frederico Gil na posição de melhor português de sempre (seria ultrapassado, mais tarde, por João Sousa). Arrecadou, na sua carreira, um prize money de quase um milhão de dólares.

Etiquetas: ,