Encada no Sporting até 2022; Warriors quase bicampeões; Messi em grande

Um extremo rápido que tenta quase sempre desequilibrar através de acções de 1 contra 1, e que esta época, apesar de ser ainda de "1.º ano", afirmou-se na equipa de juniores.

Jefferson Encada, de 18 anos, assinou um contrato com o Sporting válido até 2022. O extremo, de origem guineense, representa os leões desde 2013.

LeBron, talvez pela iminência de perder a 5.ª final, demonstrou alguma frustração ao fim, tendo provocado Curry e Green; Love (11 pontos) foi suplente utilizado; "Splash Brothers" desta vez fizeram a diferença -  Golden State venceu em Cleveland por 108-97 e ficou a apenas uma vitória do bicampeonato. Os Cavaliers, que contaram de novo com Love, desta vez a suplente, chegaram ao intervalo na liderança, mas não resistiram à chuva de triplos dos Warriors, que estabeleceram um novo recorde das finais, com 17 concretizados. Curry, que apenas marcara 48 pontos nos primeiros três jogos, apontou 38, enquanto que Thompson marcou 25pt. Irving foi o melhor dos Cavs, com 34pt, já James fez números impressionantes (25pt, 13rb, 9ast), mas também perdeu a bola 7 vezes, nunca conseguiu pegar no jogo quando era preciso (o tal factor que diferencia LJ de MJ), e ainda pareceu algo nervoso na interacção com os adversários, como comprovam uns desaguisados com Green e Curry. Cleveland, que precisa de ser mais assertivo na tabela ofensiva, está agora obrigado a vencer todos os jogos, se quiser levar para casa o anel.

Gaitán fez os 90 minutos mas foi Messi (resposta a Ronaldo e a Maradona?), que só entrou aos 61', a principal figura da vice-campeã Mundial; Chile de Pizzi continua sem convencer (a equipa está longe de apresentar a qualidade na saída de bola e na circulação que demonstrava com Bielsa e Sampaoli), mas grande penalidade duvidosa evitou um resultado muito comprometedor - A Argentina atropelou o Panamá (5-0) no 2.º jogo do Grupo D da Copa América. Otamendi inaugurou o marcador, de cabeça, logo aos 7, mas a Albiceleste só na segunda parte, já com Messi, que tinha falhado o 1.º jogo por lesão, em campo, conseguiu confirmar a vitória com o Bola de Ouro no espaço de 19 minutos a apontar um hattrick, 1.º bateu no canto depois de uma boa desmarcação, a seguir marcou na sequência de um livre directo, e o 3.º foi na sequência de mais uma boa desmarcação. Já Aguero, de cabeça, finalizou a goleada;  No outro jogo do grupo, o Chile bateu a Bolívia por 2-1, num desafio recheado de emoção e polémica, muito "à América do Sul". Após um primeiro tempo sem golos (os chilenos tiveram muitas dificuldades para contrariar a postura ultra-defensivo dos bolivianos), Arturo Vidal, a passe do ex-Sporting Pinilla, fez o 1-0, mas Campos, num livre exemplarmente bem marcado, fez o empate. A igualdade complicava o apuramento dos campeões da Copa América (ficariam só com 1 ponto em 2 jogos), que iam desperdiçando algumas ocasiões claras, mas aos 90+10' o árbitro assinalou um penalti por alegada mão de um jogador da Bolívia e na conversão Vidal bisou e conseguiu os 3 primeiros pontos para a detentora do título.

Etiquetas: , ,