Suning compra 70% do Inter por 750 ME; Rossi supera Marc Márquez

Com esta compra do Inter por parte de um grupo chinês, o clube italiano acaba por ter um 2 em 1 bastante positivo: não só ganha, à partida, maior poder de compra, como pode contornar o fair-play financeiro que está com dificuldades em cumprir. O grupo Suning também é dono do Jiangsu Suning e não seria surpreendente que nomes como Alex Teixeira, Ramires ou Yaya Touré possam chegar ao Giuseppe Meazza por empréstimo dos chineses. 

O Inter de Milão foi comprado pelo grupo Suning, da China, por um valor de cerca de 750 milhões de euros. A aquisição integra-se num programa governamental de desenvolvimento do futebol na China que incita as empresas a investir neste desporto em outros países, com o objectivo de fazer da China uma potência mundial do futebol. Fundado em 1990 por Zhang Jindong, um dos homens mais ricos da Ásia e membro do principal órgão de consulta do Governo e do Partido Comunista da China (PCC), o grupo Suning é especializado no retalho de eletrodomésticos. Em dezembro passado, comprou o Jiangsu Sainty, nono classificado da Superliga chinesa, a uma empresa de têxteis com o mesmo nome, e 'batizou-o' de Jiangsu Suning. No início do ano, o clube contratou os brasileiros Alex Teixeira, por 50 milhões de euros, e Ramires, por 30 milhões, a primeira e terceira contratação mais cara de sempre na China, respetivamente.

Campeonato está ao rubro após uma excelente corrida; Foi dia de homenagens a Luis Salom, piloto falecido, mas também de uma espectacular disputa entre Rossi e Márquez; Il Doctore vence, espanhol assume a liderança do campeonato; Miguel Oliveira foi 8º e alcançou o seu melhor resultado no Moto 2 - Valentino Rossi venceu o GP da Catalunha, corrida que não vencia desde 2009. A prova foi marcante por diversos motivos (o principal foi o luto pela morte de Luis Salom) e o italiano disse mesmo ser uma das melhores vitórias da carreira. Il Doctore bateu Marc Márquez nas últimas cinco voltas, tendo ultrapassado o espanhol a duas voltas do final. A rivalidade aconteceu apenas em pista, já que os dois pilotos cumprimentaram-se aparentemente pela primeira vez desde as polémicas da última temporada. A classificação geral é agora liderada por Márquez com 125 pontos, mais 10 do que Lorenzo e 22 do que Rossi, que, com a vitória, chegou aos 103 pontos. No Moto 2, Miguel Oliveira terminou num excelente 8º lugar, tendo partido do 15º posto. A corrida foi ganha pelo francês Johann Zarco. 

Etiquetas: ,