Chile humilha México (7-0); Messi iguala Batistuta na goleada da Argentina

Messi igualou Batistuta como melhor marcador na história da Argentina (54 golos em 111 jogos); Gaitán, sem o lesionado Di Maria, ganhou de vez a titularidade na vice-campeã do Mundo; Chile humilhou, e logo uma das equipas que parecia estar em melhor forma, mas perdeu Vidal (devido à acumulação de amarelos) para o embate frente à Colômbia.

Noite histórica na Copa América. A Argentina goleou a Venezuela, por 4-1, num dia em que Messi assumiu a liderança dos melhores marcadores da Albiceleste, e marcou duelo com os EUA nas meias-finais. Higuaín, na sequência de uma grande assistência de Messi, abriu o activo logo aos 7 minutos e aos 27 aproveitou um erro da defensiva da Venezuela para ampliar. Perto do intervalo os venezuelanos podiam ter reduzido mas Seijas desperdiçou um penalti ao tentar um Panenka. No 2.º tempo, Messi, bem assistido por Gaitán, ampliou. Rondon ainda reduziu para 1-3, mas Lamela no minuto seguinte confirmou a goleada. No outro jogo da noite, houve uma humilhação com o Chile a esmagar o México com uns incríveis 7-0. Vargas com um póquer brilhou naquela que é a maior vitória na história da La Roja. Os chilenos chegaram ao intervalo a vencer, por 2-0, com golos de Pugh e Vargas, e na segunda e no 2.º tempo foram aproveitando os erros da defensiva do México para ampliar o marcador, com Pugh a bisar, Vargas a consumar o póquer e Alexis, que destruiu a defesa contrária a contribuir também para o resultado.

Melhores marcadores da selecção Argentina: 
Batistuta e Messi 54 golos
Hernán Crespo 35
Sergio “Kun” Agüero 34
Diego Armando Maradona 32
Gonzalo Higuaín 29
Luis Artime 24
Daniel Passarella 23
José Sanfilippo 22
Leopoldo Jacinto Luque 22

Etiquetas: