Fenerbahçe perde Taça da Turquia para o Galatasaray (Meireles e Alves não foram utilizados; VP termina época em branco); Lyon conquista Champions feminina

A saída é inevitável? A temporada de VP à frente do Fenerbahçe foi um autêntico desastre. Falhou logo no playoff da Champions, apesar de ter o maior orçamento não conseguiu ser campeão e agora perde uma Taça para um rival que esta época foi apenas 6.º no campeonato. A tudo isto juntou um futebol pobre, sem ideias a nível ofensivo e ainda alguns atritos com os principais jogadores, como Van Persie e Nani.

O Galatasaray venceu a Taça da Turquia, ao bater na final o Fenerbahçe por 1-0. Num jogo quente e muito disputado, como é normal nestes duelos, o Gala foi claramente superior na primeira parte, altura em que aproveitou para marcar o único golo da partida, através de Podolski, de nada servindo à equipa de Vítor Pereira (com Nani a tempo inteiro mas Bruno Alves e Meireles nem no banco) a reacção na etapa complementar. O encontro começou com o Galatasaray a dominar, com Podolski em destaque com diversas chances para abrir o marcador, mas ou a pontaria não era a melhor ou Fabiano (ex-FC Porto) ia respondendo bem. Até que aos 30' o bom arranque do Gala foi recompensado, num canto da direita que foi desviado ao primeiro poste e chegou até Podolski, que ao segundo poste viu o seu esforço ser recompensado e encostou para inaugurar o marcador. Ao intervalo, Vítor Pereira deixou no banco Van Persie e apostou em Fernandão e a equipa melhorou bastante, com Nani em destaque a pegar no jogo da equipa (a entrada de Markovic, que já não jogava desde Fevereiro, também ajudou a criar perigo), mas apesar de algumas ocasiões o Fenerbahçe não conseguiu marcar e a Taça foi mesmo para o Galatasaray, que assim maquilha uma época que teve momentos de pesadelo. Após o apito final, houve ainda tempo para Nani ser expulso, devido a constantes protestos com o árbitro.

Conjunto gaulês, que dominou a partida durante os primeiros 70 minutos, confirma o estatuto de principal equipa europeia na actualidade - O Lyon venceu pela 3.ª vez a Liga dos Campeões Feminina ao derrotar na final o Wolfsburgo nos penaltis, depois do 1-1 no tempo regulamentar. O conjunto francês, que participou na 5.ª final nas últimas 7 edições, chegou à vantagem logo aos 12 minutos através da talentosa Ada Hegerberg mas depois não conseguiu traduzir o domínio em mais golos (muito individualismo na frente) e permitiu a reacção ao conjunto alemão, que empatou aos 88 minutos por intermédio de Popp, num lance em que a guarda-redes Bouhaddi, que na 1.ª parte nem foi chamada a intervir, ficou mal na fotografia. No prolongamento o jogo foi mais dividido mas o resultado não se alterou. Já na decisão através das grandes penalidades o Lyon até foi o 1.º a falhar mas Bouhaddi com duas defesas garantiu a 3.ª Champions.

Etiquetas: , , ,