Sporting vence dérbi nos Juniores, mas FC Porto segurou liderança; Benfica bicampeão de hóquei em patins e na final da Liga Europeia

A luta pelo título parece estar reduzida a Sporting e FC Porto. Bruno Paz foi o jogador leonino em maior destaque; Buta o principal desequilibrador das águias, que não contaram com elementos mais importantes (5 foram titulares na B e muitos estão no Europeu sub-17). Leões, que jogaram mais de 50 minutos contra 10, foram superiores, mas só revolveram perto do fim. 

O Sporting derrotou o Benfica, por 3-1, na 11.ª jornada da fase final do campeonato juniores, resultado que afasta as águias da discussão do título. Dérbi algo polémico, com a 1.ª parte a ficar marcada por um golo mal anulado a Pedro Ferreira, do Sporting, e pela expulsão de Guga, do Benfica, à passagem do minuto 33. Em vantagem numérica os leões tiveram um maior domínio e chegaram ao 1-0 ainda no 1.º tempo através de um bom trabalho do central Gonçalo Vieira. Na 2.ª parte, o Benfica, numa fase em que o jogo apresentava pouca qualidade, ainda empatou, por Tiago Dias, mas nos últimos minutos o Sporting garantiu a vitória. Primeiro foi o Gabriel Pajé, acabado de entrar, na primeira vez que tocou na bola, a aproveitar um grande lançamento lateral de Gil Santos, para marcar, e já nos descontos o goleador Ronaldo Tavares fez o 3-1 final. Nos outros jogos, o FC Porto, com mais sofrimento do que se previa, foi a Coimbra bater a lanterna vermelha Académica, por 3-2 (os dragões só chegaram à vitória nos descontos), e segurou a liderança, com mais 1 ponto que o Sporting. Já o Rio Ave empatou a 1 com o Vitória e distanciou-se do líder (está agora a 2 pontos).

Tarde de sonho para o hóquei encarnado - O Benfica sagrou-se campeão de hóquei em patins pela 23.ª vez, face ao empate caseiro do F.C. Porto face ao Valongo (6-6), em encontro em atraso da 23.ª jornada da prova. As águias, que conquistaram assim o bicampeonato, praticamente à mesma hora carimbaram a passagem para a final da Liga Europeia ao derrotarem o FC Barcelona, bicampeão em título, por 2-1, no desempate por penáltis. Depois de 1-1 no final do prolongamento, os espanhóis Jordi Adroher e Marc Torras marcaram os penáltis do conjunto comandado por Pedro Nunes, que procura o segundo cetro, depois do conquistado em 2012/13, face ao FC Porto, no Dragão Caixa.

Etiquetas: , ,