Everton despede Roberto Martínez; França perde mais um defesa para o Euro'2016; Wellens vence no Giro, Dumoulin mais líder

Pellegrini, Frank de Boer e Rafa Benítez estão a ser associados aos Toffees.

Roberto Martínez foi despedido pelo Everton com efeito imediato, anunciou o clube inglês. O treinador espanhol, que assumiu o emblema de Liverpool em 2013, apesar do esforço da direcção em manter jogadores como Stones ou Barkley, não conseguiu catapultar a equipa para outro patamar e a nível de Premier League esta época foi um autêntico desastre, como prova o actual 12.º lugar.

Foi o titular dos gauleses no Mundial'2014 - Mathieu Debuchy vai falhar o Euro'2016 devido a lesão. O lateral direito, que em Janeiro foi cedido pelo Arsenal ao Bordéus (na altura os Gunners recusaram emprestá-lo ao Man Utd), junta-se assim a Laporte, Tremoulinas e Zouma na lista de indisponíveis da França. Com esta ausência, fica mais claro que Sagna e Jallet devem ser as opções de Deschamps.

Nibali tentou mexer mas perdeu tempo para alguns rivais; Dumoulin versão "Vuelta'2015", Zakarin e Pozzovivo a deixarem boas indicações - Tim Wellens venceu a 6.ª etapa do Giro. O promissor belga, da Lotto, integrou a fuga do dia e na subida final desfez-se da concorrência e chegou isolado à meta. Num final agitado, a Astana tentou mexer, ainda viu Fuglsang fazer 2.º, mas o ataque de Nibali teve pouco impacto, e o Tubarão inclusive perdeu tempo. Zakarin, com o mesmo tempo de Fuglsang fez 3.º. Dumoulin, que respondeu ao ataque de Nibali, foi 4.º a 3 segundos de Fuglsang. Já Siutsou e Pozzovivo gastaram mais 2 segundos. Na geral, Dumoulin continua de rosa mas agora tem menos 26 segundos que Fuglsang, Zakarin é 3.º a 28. Valverde 6.º a 41 e Nibali (que antes da etapa estava a 26 segundos) está agora a 47 segundos.

Etiquetas: , ,