Carlos Pinto é o novo treinador do Paços; Rui Vitória diz que «reforços serão cirúrgicos»; Cláudio Ribeiro e Rodrigo dão vitória ao Porto em Oliveira do Douro

Boa opção? Vai cumprir a sua época de estreia na I liga.

Carlos Pinto é o novo treinador do Paços de Ferreira. O técnico, de 43 anos, que esta época orientou Freamunde e Santa Clara, assinou até 2018 sucedendo a Jorge Simão no comando da equipa profissional. Está assim consumado o regresso ao clube no qual começou praticamente a carreira de futebolista. Como treinador orientou o Tirsense, Freamunde, Tondela, Desportivo de Chaves e Santa Clara.

Peseiro alinhou com José Sá (André Caio, 75); Rodrigo, Tomás Podstawski, Bruno Martins Indi e José Ángel (Pité, 75); Rúben Neves (Graça, 46) e Francisco Ramos (André Silva, 62); Gleison (Sérgio Oliveira, 62), Evandro (Chidozie, 46) e Cláudio Ribeiro (Varela, 62); Marega (Leonardo Ruiz, 75) - O FC Porto encerrou a época 2015/16 com uma vitória por 2-1 na inauguração do Estádio do CF Oliveira do Douro. O avançado Cláudio Ribeiro inaugurou o marcador, tendo o lateral direito Rodrigo ampliado pouco depois para os dragões. O Oliveira do Douro chegou ao golo graças a uma intervenção infeliz do José Sá, que marcou na própria baliza em cima do intervalo. Marega com uma exibição desastrada foi a principal figura da partida, mas pela negativa.

Que posições necessitam ser melhoradas (à partida pelo menos vai entrar um substituto para Sanches)? - Rui Vitória afirmou que os reforços do Benfica para a próxima época serão cirúrgicos, sempre dependendo de eventuais saídas. «Está dependente do que vai acontecer no mercado, mas os reforços serão cirúrgicos e estarão relacionados com as eventuais saídas. De qualquer forma, não sou treinador de mudanças radicais», disse o treinador das águias, em entrevista à BTV. Já sobre o substituto de Renato Sanches, respondeu: «Um erro que se comete é pensar que há cópias. Se houvesse cópias o Bayern não vinha comprar aqui, comprava na Colômbia ou Argentina. E quem diz o Renato diz outros jogadores que vão saindo. Há tendência de pensar em alguém igual, mas o que importa são as características. Há vários jogadores identificados. Concretamente para aquela posicao, vamos ver...Alguém da formação? Há jogadores que vão ter espaço na equipa principal.» No que diz respeito às saídas, também não se alongou mas deu a entender que vão sair alguns elementos: «Se estivéssemos no Real, Barcelona ou Bayern, estávamos no topo da linha de montagem, e dizia que precisava de um jogador de olhos azuis, que meta a bola à distância com o pé esquerdo. O Benfica é o maior clube português, mas a nível financeiro estamos a um nível abaixo, e estamos sujeitos a isso. Era bom continuar com estes jogadores e cimentar processos, mas estamos preparados.»

Etiquetas: ,