Leicester não cumpriu o Sonho no Teatro; 4 em 4 para Rosberg; José Gonçalves vence a Volta à Turquia

Imagem: Daily Mail
Não deve ser este resultado a impedir o título. O Tottenham está obrigado a vencer todos os jogos e caso não o consiga o Leicester até pode ser campeão no sofá. O jogo foi equilibrado mas os foxes foram inferiores ao United e nunca justificaram os 3 pontos em Old Trafford. Destaque para a expulsão de Drinkwater, que vai desfalcar a turma de Ranieri na recepção ao Everton (já Vardy vai regressar).

Ainda não foi desta. O Teatro dos Sonhos não trouxe um desfecho épico para a Premier League e tudo permanece em aberto depois do empate 1-1 entre Man United e Leicester. Os Red Devils entraram decididos a evitar os festejos dos Foxes no seu estádio, e Martial adiantou a equipa muito cedo. A resposta não tardou e Wes Morgan, na sequência de uma bola parada, antecipou-se a Rojo (muito mal defensivamente) e voltou a colocar tudo empatado. A partida jogou-se num bom ritmo, com lances interessantes de parte a parte, mas o conjunto de Van Gaal, com Lingard e Martial muito activos, esteve mais perto da área de Schmeichel. Na segunda parte a toada manteve-se. A ligeira superioridade pertencia ao United, mas não havia golo à vista. O sofrimento apoderou-se da equipa do Leicester, que passou a jogar mais com o coração do que com a cabeça. Kanté esteve mais uma vez em destaque, bem como Schlupp (importante pela capacidade de transporte, ele que sentou Albrighton) e Mahrez, como habitualmente o maior desequilibrador. No final a equipa da casa carregou e forçou a expulsão de Drinkwater, um dos elementos com mais peso na turma de Ranieri. Schmeichel ainda evitou o golo de Depay com uma saída rápida, mas o resultado não se alteraria. Os Foxes estão 1 ponto mais perto do sonho.

Dobradinha da Mercedes; Vettel azarado - Ninguém pára Nico Rosberg. O alemão venceu o GP da Rússia, que liderou do princípio ao fim, e manteve o pleno neste Mundial de F1. Hamiltou terminou em 2º mas tem agora uma distância de 43 pontos para o companheiro de equipa, que chegou aos 100. Kimi Raikkonen salvou a honra da Ferrari (Vettel levou um toque de Kvyat e abandonou na primeira volta) e também subiu ao pódio.

Grande resultado para o português, que vai subindo patamares de qualidade - José Gonçalves venceu a Volta Presidencial à Turquia. O ciclista da Caja Rural defendeu a liderança na última etapa da prova (vencida por Jakub Marezcko), mantendo a vantagem de 18 segundos na geral para o companheiro de equipa David Arroyo. 

Etiquetas: , , ,