La Liga até ao fim: Barcelona aplica 'Manita' no dérbi; André Gomes assustou o Real, mas bis de Ronaldo decidiu; Atlético disse adeus ao título; Beto sofreu 4 golos no regresso ao 11

Culés golearam no dérbi e estão muito perto do título (Suarez chegou aos 37 golos em 37 jornadas); Atlético perde em casa do Levante que já  tinha confirmado a descida (Torres marcou); Ronaldo bisou na vitória do Real (que ultrapassou o Atlético), num encontro em que André Gomes também fez o gosto ao pé; Granada de Ricardo Costa e Miguel Lopes é o grande vencedor da jornada, tendo garantido já a manutenção.

Cada vez mais perto do bicampeonato. O Barcelona venceu o derby frente ao Espanhol por 5-0 e viu o Atlético de Madrid dizer adeus às hipóteses de ser campeão, já que os homens de Simeone perderam frente ao Levante por 2-1. A única equipa que ainda pode "roubar" o título aos culés é o Real, que bateu o Valência por 3-2 e é agora segundo, a 1 ponto dos líderes. Fica assim tudo por decidir na última jornada, com a visita do Barça ao terreno do Granada e do Real ao Riazor para enfrentar o Deportivo da Corunha.

No Camp Nou, o Barcelona não deu hipóteses no duelo da cidade frente ao Espanhol, com um contundente 5-0. Os Culés chegaram cedo à vantagem, com um golo de Messi de livre logo aos 8'. Os visitantes apresentaram-se muito agressivos, mas sem qualidade para surpreender a turma de Luis Enrique, que chegou à goleada no segundo tempo: aos 52' e aos 61', Suarez bisou e atingiu os 37 golos na liga, e já na parte final do desafio Neymar e Rafinha (num frango monumental de Pau Lopez) fixaram o resultado final. Já o Atlético foi derrotado em casa do Levante por 2-1 (que está já na segunda liga) e disse adeus ao título. Torres, novamente a passe de Koke, ainda deu vantagem aos colchoneros aos 2', mas o conjunto granota quis deixar uma boa imagem e fez o empate por Casadesús aos 30' e já em cima do final, numa fase em que a equipa de Simeone tentava desesperadamente o golo, numa transição Rossi deu o triunfo ao Levante. Já no Bernabéu, o Real Madrid conseguiu vencer o Valência por 3-2 e pressionar o seu grande rival até ao fim da liga. Com várias baixas em relação ao onze que derrotou o City (sem Navas, Carvajal, Pepe, Modric ou Bale), mas com Benzema, Cristiano Ronaldo marcou o primeiro aos 26' (bom trabalho e bom disparo cruzado e rasteiro) e Benzema o segundo, num lance muito polémico, em cima do intervalo. No descanso, João Cancelo (que falhou uma ocasião claríssima) foi substituído por André Gomes e os Ché melhoraram imenso, com Parejo a rematar à barra e depois com Rodrigo a fazer mesmo o 2-1. No entanto, logo na sequência, Ronaldo bisou e voltou a aumentar a vantagem, no entanto os visitantes continuavam por cima (Casilla fartou-se de defender) e André Gomes fez mesmo o 3-2 (bom disparo à entrada da área), obrigando os merengues, na despedida de Arbeloa do Bernabéu, a sofrer até ao fim para levar o triunfo.

Na zona europeia, o destaque vai para o Celta, que bateu o Málaga (Duda entrou na segunda parte e Horta não saiu do banco) por 1-0 (golo de Nolito) e ultrapassou o Athletic Bilbau (empate a zero frente ao Las Palmas, no adeus de Valerón) no quinto lugar, o qual dá acesso directo à fase de grupos da Liga Europa (o sexto terá de jogar playoff). Na luta pela salvação, o Deportivo conseguiu garantir a manutenção graças a uma vitória por 2-0 no terreno do Villarreal (já com o quarto posto garantido), com golos de Fayçal Fajr e de Lucas Perez, tal como o Bétis (empate a 1 frente ao Eibar - marcaram Ruben Castro e Enrich). Quem muito sorri depois desta tarde é o Granada de Miguel Lopes e Ricardo Costa, que foi a Sevilha (com Beto a titular, que não jogava desde Setembro, e Diogo Figueiras também de início) golear por 4-1 (bis de Cuenca, tendo ainda marcado Babin e El-Arabi - para a equipa de Emery reduziu Diego Gonzalez) e assegurar que jogará na La Liga 2016-2017. Na última jornada terão ainda de sofrer 3 equipas, que disputam uma vaga na primeira divisão da próxima época: o Getafe é, neste momento, está "salvo", tendo empatado em casa a 1 golo com o Sporting Gijón (marcaram Alvarez e Scepovic ), tendo estas duas equipas mais 2 pontos que o Rayo, que perdeu na deslocação ao terreno da Real Sociedad  por 2-1 (golos de Oyarzabal e Jon Bautista, tendo Javi Guerra reduzido para a equipa de Bebé, que foi titular).

Etiquetas: