Varane falha final da Champions e está em risco para o Euro; Meeke vence Rali de Portugal, Lorenzo consolida liderança no Moto GP; Kruijswijk mais rosa

Os gauleses já perderam Zouma, Debuchy, Laporte e Trémoulinas. Sendo que Deschamps, além de Varane e Koscielny, convocou Mangala e Mathieu (que vem de lesão) para o Europeu.

Raphael Varane lesionou-se na coxa esquerda e vai falhar a final da Liga dos Campeões. O defesa central, do Real Madrid,  contraiu uma "lesão de grau 2 na coxa esquerda" e deve ficar afastado dos relvados pelo menos 3 semanas. Em Espanha adiantam que caso a recuperação da lesão não ocorra dentro do esperado o internacional francês corre igualmente o risco de falhar o Euro'2016, que tem inicio a 10 de Junho.

Foi apenas a segunda vitória da carreira do britânico; Público mais uma vez disse presente,  - Kris Meeke (Citroen DS3) venceu o Rali de Portugal, quinta prova do campeonato. O norte-irlandês completou a 50.ª edição da prova portuguesa com 29,7 segundos de vantagem sobre o norueguês Andreas Mikkelsen (Volkswagen Polo R), já Ogier foi apenas 3.º mas conseguiu consolidar a liderança do Mundial.

Miguel Oliveira fez 13.º em Moto2 - Numa das provas mais espectaculares dos últimos tempos, Jorge Lorenzo levou a melhor sobre Marquez e consolidou a liderança no Mundial de MotoGP. Num GP de Itália marcado pelo abandono de Rossi, que partiu o motor, Lorenzo assumiu cedo a liderança mas sofreu uma forte pressão de Marc Marquez. Na última volta Marquez conseguiu assumir a liderança da prova, mas voltou a ser ultrapassado, tendo voltado a recuperá-la pouco depois, até que na recta da meta  Lorenzo conseguiu recuperar terreno e, de forma espetacular, ultrapassou Marquez no último metro e venceu o GP. Lorenzo tem agora 115 pontos, fruto de 3 vitórias e 2 segundos lugares em 6 GP's, enquanto que Marc Marquez é segundo, com 105. Já Rossi, tem 78.

O holandês parece ter o Giro na mão, mas vai ser muito atacado na última semana (principalmente pela Astana e Movistar) e, à partida, a LottoNL - Jumbo não tem capacidade para o proteger - Foliforov, da Gazprom-Rusvelo, foi o surpreendente vencedor da 15.ª etapa do Giro, uma cronoescalada de 11 Km, mas o dia é todo de Kruijswijk, que fez praticamente o mesmo tempo que o russo (gastou menos de 1 segundo) e aumentou a vantagem para toda a concorrência e de maneira clara, principalmente para Nibali, que teve um mau dia (inclusive um problema na bicicleta) e perdeu mais de 2 minutos. O camisola rosa tem agora menos 2'12" que Chaves, 2'51" que Nibali e 3'29" que Valverde. A restante concorrência já a está a mais de 4'30".

Etiquetas: , , ,