Marc Bartra de saída do Barcelona; Valverde vence no Giro, Nibali já está a mais de 4 minutos de Kruijswijk; João Sousa na 2.ª ronda de Roland Garros

Por onde é que passa o futuro do central? Durante o reinado de Lopetegui foi várias vezes associado ao FC Porto.

De acordo com o Mundo Deportivo, Marc Bartra informou ontem os companheiros de equipa, durante os festejos da dobradinha, que vai deixar o Barcelona neste Verão. O central, de 25 anos, que tem contrato com os catalães apenas até 2017, pretende ter mais protagonismo e só uma saída dos Blaugrana vai permitir que tenha os minutos que deseja. O espanhol tem claro que não pode passar mais uma época como suplente e apesar de ter sido convocado para o Europeu sente que este é o momento para dar um novo rumo à carreira. Esta época Bartra participou em 24 jogos.

Kruijswijk, apesar de ter ficado sem equipa logo aos 70km, ganhou ainda mais margem; Nibali corre o risco de nem terminar no pódio - Valverde venceu a 16.ª etapa do Giro ao bater ao sprint o líder Steven Kruijswijk na chegada a Brixen-Andalo. Num dia algo caótico, sem equipas a controlarem a corrida, Kruijswijk mesmo sozinho conseguiu responder a todos e demonstrou que nesta fase é o mais forte. E se há um vencedor, houve também um derrotado, Nibali. O Tubarão até foi dos primeiros a mexer na corrida, tendo conseguido deixar Chaves em dificuldades. Mas na penúltima subida não conseguiu acompanhar Zakarin, Kruijswijk e Valverde (que discutiram a vitória) e até foi ultrapassado por Chaves, que tinha perdido bastante tempo na 1.ª subida. Na geral Kruijswijk tem agora menos 3 minutos que Chaves, menos 3'23" que Valverde. Já Nibali caiu para o 4.º lugar já a 4'43" enquanto Zakarin está em 5.º a 4'50", isto quando faltam apenas 3 etapas de montanha.

Wawrinka e Murray, apesar de terem sofrido, também se qualificaram; Djokovic e Nadal não tiveram dificuldades; Já Kerber foi eliminada - João Sousa qualificou-se para a 2.ª ronda de Roland Garros ao bater Damir Dzumhur por 2-6, 7-6, 6-4 e 7-5. Numa partida com muitas quebras de serviço, o português entrou mal, mas reagiu no 2º set, embora tenha desperdiçado aí uma vantagem de 5-0. Nos dois últimos sets, o equilíbrio manteve-se, mas o tenista vimaranense foi mais forte nos momentos finais e garantiu o triunfo. Na próxima ronda vai defrontar o vencedor do duelo entre Seppi e Gulbis.

Etiquetas: , ,