«Bayern? Não foi uma decisão fácil»; Curry é o 1.º MVP eleito por unanimidade

Justo? Foi o melhor marcador, bateu o recorde de triplos e liderou uma equipa que fez história. O principal destaque até acaba por ser o 2.º lugar de Leonard, que vai demonstrando que não são precisas stats estratosféricas para ser um dos melhores da actualidade.

Nem Jordan, nem Kobe, nem Lebron ou Nash. Stephen Curry é o 1.º basquetebolista a ser eleito o MVP da fase regular da NBA por unanimidade. O base dos Golden State Warriors recolheu um total de 1310 batendo a concorrência de Kawhi Leonard, LeBron James, Russell Westrbook, Kevin Durant, Chris Paul, Draymond Green, Damian Lillard, James Harden e Kyle Lowry. Recordamos que Curry já tinha arrecado o MVP na época passada, juntando-se assim a Steve Nash, Karl Malone e Tim Duncan com 2 prémios já conquistados (por exemplo Kobe e Shaq só venceram o MVP uma vez).

Depois de Mario Götze, em 2013, e do polaco Robert Lewandowski, em 2014, este ano foi Hummels. Agora a dúvida é perceber quem é o "senhor que se segue" -  O Bayern surpreendeu o mundo do futebol ao garantir as contratações de Hummels e Renato Sanches, numa fase em que o Defeso ainda nem abriu. E se a transferência do médio do Benfica promete fazer correr muita tinta em Portugal, a aquisição de Hummels vai ser tema de debate na Alemanha nos próximos anos. O central, no entanto, já tentou suavizar a situação através de uma carta. "A minha transferência para o Bayern foi anunciada e gostaria de desenvolver um pouco mais. Tenho certeza que podem imaginar que as últimas semanas foram muito difíceis porque eu tinha que, até à data, a decisão mais difícil da minha vida. No final, escolhi começar um novo desafio na minha cidade natal, em casa com a minha família e muitos amigos. É claro que vai ser difícil para algumas pessoas entenderem a minha decisão, mas depois de oito anos e meio maravilhosos em Dortmund, era hora de eu tentar algo novo", escreveu o central, que ao site do Dortmund já tinha referido que: "Não foi uma decisão fácil de tomar, depois de oito anos e meio de sucessos. Sempre me orgulhei e orgulho de vestir a camisola do Borussia e de fazer parte desta equipa excecional. Antes de regressar à minha cidade natal, temos agora um grande objetivo comum, que é trazer para Dortmund a Taça da Alemanha".

Etiquetas: ,