Barcelona conquista La Liga (6.º campeonato nos últimos 8 anos); Suárez chegou aos 40 golos, Ronaldo marcou 35

Daily Mail
Catalães reforçam o estatuto de principal equipa espanhola neste milénio. A equipa respondeu bem à ausência de Messi, que esteve parado 2 meses numa fase importante da época, sendo que no plano individual há-que destacar Suarez: Neymar carregou a equipa às costas durante a ausência do argentino, Messi teve uns primeiros meses de 2016 fantásticos, mas foi o uruguaio a estar a época toda em modo “ET”, chegando aos 40 golos na Liga e à Bota de Ouro. Já o Real alarga o jejum (são já 4 épocas sem título, e apenas uma liga em 8), mesmo assim deixa boas indicações. Apesar de todos estes feitos dos culés (que ainda podem vencer a Taça e chegar aos 7 títulos em 2 épocas com Luis Enrique) fica a ideia que o conjunto de Zidane acaba a época por cima, por ter recuperado 11 pontos, pela vitória em Camp Nou e pela possibilidade de vencer a Champions.

O Barcelona sagrou-se bicampeão da La Liga. O conjunto de Luís Enrique, que venceu o campeonato espanhol pela 24.ª (6.ª só nos últimos 8 anos), derrotou o Granada na última jornada, por 3-0, de nada valendo a vitória do Real no terreno do Deportivo, também por 2-0. Em ambos os encontros destacaram-se os dois melhores marcadores da competição, já que no Barça Luis Suarez fez um hat-trick ( depois de ter sido melhor marcador na Holanda e em Inglaterra, o uruguaio é agora Pichichi em Espanha) e no Real Madrid Cristiano Ronaldo bisou (alcançando os 51 golos no total da temporada, tendo superado os 50 tentos pela sexta temporada consecutiva).

Em Granada, com Ricardo Costa e Miguel Lopes no onze, o Barcelona entrou em campo com vontade de resolver cedo a questão, dominando claramente o encontro graças a uma boa pressão e a uma dinâmica circulação de bola. Já depois de Pique ou Messi terem estado perto do golo inaugural, os blaugrana abriram mesmo o marcador aos 22', com Neymar a servir Alba que ganha a linha final e cruza para Suarez, que encosta para o fundo das redes de Andres Fernandez. Pouco depois, aos 38', Mascherano faz um passe longo para Dani Alves que evita a saída da bola e assiste Suarez, que cabeceia para o 2-0. Na segunda parte, a toada foi menos agitada, limitando-se o Barça a gerir a vantagem, mas ainda assim, já em cima do final, Neymar ofereceu a Suarez o 3-0 final com que os catalães fecham a vitória nesta La Liga 2015-2016.

Já na Corunha, restava ao Real vencer e esperar por boas notícias vindas da Andaluzia, e a verdade é que perante um péssimo Depor os Merengues fizeram o seu trabalho. Com Pepe e Ronaldo no onze, o avançado português fez o primeiro bem cedo, aos 7', com Bale a cavalgar pela esquerda e a cruzar para Benzema, que remata mal mas a bola acaba por ir parar aos pés de CR7, que não falhou. Pouco depois, aos 25', o mesmo Ronaldo fez o 2-0, de cabeça na sequência de um pontapé de canto. Até ao intervalo, o português ainda poderia ter marcado mais, tendo acertado por uma vez no poste e por outra na barra. Ao intervalo, Ronaldo acabou por ser substituído (entrou James) e o desafio teve pouca história, não vindo de Granada as notícias que o Real Madrid queria ouvir, restando agora à equipa de Zizou focar-se na final da Champions League frente ao Atlético de Madrid.

Etiquetas: