Benfica campeão Nacional de Iniciados; Toronto passa para a frente; Portland reduz

Um título que já se esperava em face daquilo que foram as duas primeiras fases: Na 1.º conseguiu 18 vitórias em outros tantos jogos, com o inédito recorde de 85 golos marcados e 0 sofridos, ao passo que na 2.ª repetiu a proeza das 10 vitórias em 10 jogos, marcando 35 golos e sofrendo 2 tentos. Um domínio tremendo, patente na dificuldade que os adversários têm em chegar ao meio-campo dos encarnados, onde nomes como Jocu e Umaro dão um enorme boost àquilo que é o rendimento da equipa, peças que voltaram a ser decisivas na derradeira fase, a 3.ª. 5 vitórias em 5 jogos (falta uma jornada para cumprir calendário) confirmaram o título, isto numa fase final onde a principal novidade até foi a ausência do Porto que foi afastado pelo Braga. Individualmente, para além de Jocu (médio que recupera uma enormidade de bolas, muito forte fisicamente neste escalão) e Umaro (desequilibrador nato a partir da direita, apesar de ter um padrão de drible muito repetitivo), surgem nomes como João Ferreira (lateral direito), José Gata (médio criativo de baixa estatura) e o defesa goleador Alexandre Penetra (à semelhança do que aconteceu na temporada passada com Pedro Álvaro).

O Benfica, depois de uma campanha imaculada, sucedeu ao Sporting e sagrou-se campeão nacional de Iniciados A (sub-15), ao vencer os leões por 1-0 na 5.ª e penúltima jornada da 3.ª fase do campeonato. Num jogo em que o golo do triunfo foi apontado por Gonçalo Gomes, a diferença foi sempre clara, com o Sporting a raramente conseguir incomodar a baliza dos encarnados e a demonstrar o quão difícil é fazer frente a este conjunto.

Lillard marcou 40 pontos; Os 38 de Wade não chegaram - Os Toronto Raptors foram à Flórida roubar o jogo 3 a Miami, vencendo por 95-91. A formação do Canadá, embalada num grande Valanciunas (16 pontos e 10 ressaltos na primeira parte), aproveitou a lesão de Whiteside (que abandonou no 1.º período) para chegar ao intervalo a vencer por 9. No entanto, no terceiro período foi a vez do poste lituano deixar o jogo, também por lesão, e os Heat responderam com um parcial de 28-19 para empatar o jogo. No último período, apareceu Lowry para decidir as últimas posses, deitando por terra um jogo magnífico de D-Wade. O base dos Heat fez quase um jogo a solo, tal foi a maneira como a equipa se apoiou nele, terminando com 38 pontos (13 em 25) e 8 ressaltos. Do lado da equipa de Casey, Lowry apareceu finalmente para marcar 33 pontos, com 11 lançamentos convertidos em 19 tentados; Já no Oeste os Portland reduziram a série para 1-2 ao derrotarem Golden State, por 120-108. Os Trail Blazers, com Lillard em destaque (40 pontos, com 8 em 13 nos triplos), até chegaram ao final do 1.º período a perderem por 6 mas no 2.º deram a volta e conseguiram ter quase sempre uma vantagem de 15 pontos, de nada valendo, na perspectiva dos Warriors, os 35 pts de Thompson e os 37 de Green.

Etiquetas: ,