Pato já marca; Hiddink lança o Chelsea do futuro; Matic nem saiu do banco; Gauld factura no empate do Sporting B; Alemães com prémios de 300 mil euros

Que jogadores (emprestados ou menos utilizados) podem fazer parte do futuro do Chelsea? Hiddink a fazer o que tem de ser feito, apesar de ser praticamente uma certeza que não vai continuar no clube. O Chelsea precisa urgentemente de uma renovação, e não se fala necessariamente na contratação de mais jogadores. Existe matéria-prima de muita qualidade a merecer oportunidades e a utilização de Miazga, Baba, Loftus-Cheek, Kenedy, Clarke-Salter e do próprio Pato - que finalmente se estreou e já marcou - abre boas perspectivas para o futuro. Já Matic, que há não há muito tempo era considerado um dos melhores trincos do mundo, perdeu toda a preponderância que tinha e agora nem sai do banco. 

O resultado, tendo em conta as diferenças entre as equipas, não surpreende. O Chelsea foi golear o Aston Villa por 4-0 e ainda sonha com o acesso às competições europeias (está a 6 pontos). A novidade do encontro foi mesmo a equipa escalada por Guus Hiddink, que apostou na juventude e foi recompensado. Miazga foi titular no eixo defensivo, Baba ocupou o lado esquerdo, com Kenedy à sua frente, e Loftus-Cheek jogou no apoio a Remy. A infelicidade do francês, que se lesionou ainda na primeira parte, viria a ser a sorte de Pato, que se estreou e fez um dos golos da vitória de grande penalidade. Pedro bisou e Loftus-Cheek também contribuiu para a goleada.

Sporting B desperdiça vantagem de dois golos; Gauld marcou, Chaby lesionou-se; Mais uma expulsão na equipa leonina - Os leões estiveram a ganhar por 2-0 em Penafiel, mas na segunda parte permitiram que os nortenhos chegassem ao 2-2, levando à divisão de pontos. Gauld adiantou o Sporting B, a passe de Chaby, que pouco depois sairia lesionado, ainda antes do golo de Rúben Ribeiro. Já na segunda parte, Rui Miguel e Yero facturaram para os penafidelenses. Em cima do final, o central Ivanildo Fernandes foi expulso na equipa de João de Deus.

Se ficarem pela fase de grupos ou oitavos de final sairão de França sem qualquer prémio monetário - Os jogadores da Alemanha vão receber 300.000 euros caso conquistem o título no Euro'2016. O prémio pela conquista do Euro iguala o do triunfo no Mundial2014, mas será reduzido para metade (150.000 euros) caso a Alemanha seja finalista vencida, enquanto a presença nas meias-finais vale 100.000 euros e nos quartos de final 50.000.

Etiquetas: , ,