O maestro de Freamunde

Paços de Ferreira é por esta altura um concelho em que os adeptos de futebol estão extremamente orgulhosos. E não é só pela boa época da turma de Jorge Simão, pois, a apenas 3 jornadas para o final da Ledman LigaPro, o rival Freamunde está na luta pela subida à Primeira Liga. A equipa treinada por Carlos Brito está perto de realizar a melhor época da sua história, podendo o treinador festejar a sua segunda subida da carreira. Quem tem contribuído e muito para esta performance é Pedrinho, o capitão da equipa.

Num campeonato extremamente físico, o médio-centro, de 1,70 m e 68 kg, utiliza a sua velocidade, técnica e rapidez de execução para evitar os confrontos que seriam prejudiciais para si. Porém, os mesmos quando surgem não se encolhe e disputa os lances sempre com muita intensidade. O “maestro” de Freamunde é o organizador de jogo da equipa, bastante cerebral e com elevada qualidade de passe. A estas virtudes, Pedrinho, juntou esta época a veia goleadora, contando já com 13 golos, mais 3 do que havia marcado em toda a sua carreira como sénior.

Numa altura em que o Desportivo de Chaves está muito perto de assegurar a subida ao principal campeonato, o Freamunde disputa a segunda vaga com Portimonense, Feirense e Famalicão. Aos 23 anos e candidato a melhor jogador da Ledman LigaPro, dificilmente não veremos Pedrinho a espalhar bom futebol pelos principais relvados nacionais já na próxima época.

Visão do Leitor (perceba melhor como pode colaborar com o VM aqui!): António Pinto

Etiquetas: