«Exemplo do Leicester dá alento, mas Benfica, FC Porto e Sporting gastam mais de 100 ME»; Académica empata no Restelo; União desperdiça vantagem

Concorda? Em Portugal é pouco provável aparecer um "Leicester"?

Paulo Fonseca, na antevisão da partida com o Tondela, foi questionado se o Sp. Braga podia, nesta altura, estar a bater-se pelo terceiro lugar. O técnico frisou que "não é fácil gerir objetivos quando se está em quatro frentes" e destacou a diferença de investimento para os três 'grandes'. "São muitos milhões de diferença entre os que podem ser os objetivos do Braga e os do Benfica, FC Porto e Sporting, o investimento é incomparável", disse. "Temos 51 jogos disputados nesta altura e alguns treinadores privilegiam certas provas. Nós estivemos envolvidos em todas. Não é fácil direcionar os nossos objetivos para uma única. Saíram vários jogadores importantes para o Braga e construiu-se uma nova equipa. São muitos milhões de diferença entre o Braga e o FC Porto, Benfica e Sporting. O investimento é incomparável. Nalguns casos, estamos a falar de diferenças na ordem dos 100 milhões de euros. O Braga pode lá chegar um dia? Pode, já andou lá perto. O Paços de Ferreira, com um orçamento menor, também alcançou o terceiro lugar. Só que os investimentos dos três grandes são cada vez maiores e menores nos outros clubes. Isso foi notório nesta época. O exemplo do Leicester dá algum alento, embora as diferenças entre os orçamentos não sejam tão grandes lá como cá".

Académica continua sem vencer fora, enquanto que o União voltou a desperdiçar uma vantagem de 2 golos - Na 30.ª jornada da I Liga, Académica e Belenenses empataram a uma bola, no Restelo. Juanto, num lance em que Trigueira larga a bola para a frente, fez o primeiro (6 golos em 11 jogos oficiais), mas a Briosa conseguiu reagir na 2.ª parte e chegou ao empate, por intermédio de um tento de Rafael Lopes, na conversão de uma grande penalidade cometida por Filipe Ferreira sobre Hugo Seco. Nota ainda para a expulsão de André Sousa. Com este resultado a Briosa continua em penúltimo, mas agora apenas a 2 pontos do antepenúltimo; Por outro lado, o União da Madeira foi derrotado em casa pelo Paços por 4-3. O conjunto de Norton de Matos tinha uma oportunidade de dilatar a vantagem para os Estudantes, mas, apesar de ter estado a vencer por dois golos (Élio e Breitner), permitiu o empate dos pacenses em 3 minutos (Minhoca e Cícero). Pouco depois, Shehu viu o segundo amarelo e Paulo Henrique consumou a reviravolta, sendo que, após Amilton ainda ter feito de novo a igualdade, dando a sensação de que o conjunto de Norton de Matos conquistaria pelo menos um ponto, Diogo Jota, o homem mais desequilibrador da turma da Mata Real, fez o golo da vitória aos 87 minutos. Com este triunfo, o Paços fica a 4 pontos da Europa, enquanto que o União, que pela 2.º jogo seguido em casa desperdiçou uma vantagem de 2 golos, está agora só com 2 pontos acima da linha de água.

Etiquetas: ,