Tottenham dá mais margem ao Leicester; Mkhitaryan decisivo na reviravolta do Dortmund; Benfica-Sporting na final da Taça de Portugal de andebol

Imagem: Daily Mail
Os 17 pontos que os separam não representam a diferença entre os 2 emblemas. O conjunto de Klopp demonstrou que não é inferior aos Spurs e, com Lallana (ganhou uma nova vida nos últimos meses) e Coutinho em destaque, até teve mais lances para garantir os 3 pontos; Valeu ao 2.º classificado da Premier League, uma boa exibição de Lloris (evitou um golo de uma maneira incrível) e o poder de finalização de Kane, que na 1.ª oportunidade que teve não perdoou.

Empate a 1 entre Liverpool e Tottenham, resultado que não agrada às duas equipas. O conjunto de Klopp, que tem um jogo a menos, continua em 9.º, enquanto que os Spurs estão agora a 4 pontos da liderança, mas podem ser 7 caso o Leicester vença amanhã, em casa, o Southampton. Num jogo muito equilibrado, apesar dos Reds terem tido mais situações de perigo (Sturridge esteve perdulário), o marcador só ganhou cor na 2.ª parte, com Coutinho a abrir o activo aos 51 minutos. No entanto passado 12 minutos Kane, consolidou o estatuto de melhor marcador da Premier League, e fez o 1-1. Até final a partida continuou interessante e muito intensa, mas só nos descontos teve lances de perigo, com o Tottenham a carregar para chegar ao 2-1, no entanto o resultado não se alterou.

As substituições de Tuchel resultaram em cheio, Mkhitaryan chegou às 26 assistências na temporada - O Dortmund sofreu mas conseguiu vencer o Werder Bremen, no Signal Iduna Park, por 3-2 e manteve assim a diferença de 5 pontos para o Bayern. Após um primeiro tempo sem golos, Aubameyang desbloqueou o encontro numa transição rápida, finalizando em chapéu após passe de Mkhitaryan. No entanto, a equipa da casa quis baixar o ritmo do encontro e em 5 minutos o Bremen deu a volta ao marcador, por intermédio de Galvez e Junuzovic, um elemento que criou bastantes problemas à defensiva do BvB. Todavia, Tuchel ainda teria uma palavra a dizer e, após lançar Kagawa, veria o seu conjunto chegar ao empate, com o japonês a responder da melhor maneira a um cruzamento de Schmelzer. Pouco depois entrariam Pulisic e Ramos e o colombiano voltaria a ser determinante, tendo feito novamente o tento da vitória, na sequência de um canto batido por Mkhitaryan. Até final, os visitantes procuraram a igualdade, mas, apesar de Junuzovic e Vestergaard terem assustado Burki, o resultado não se alteraria.

Quem vai suceder ao ABC? - O Benfica carimbou a passagem à final da Taça de Portugal de andebol, ao vencer o FC Porto por 26-25, em mais uma partida decidida com recurso a tempo extra. A primeira parte foi mal jogada, com demasiadas falhas técnicas e baixa eficácia dos ataques, o que explica o resultado de 11-8 para o Benfica ao intervalo. O Porto foi muito castigado com exclusões (Salina e Borges foram excluídos duas vezes dentro dos 20 minutos iniciais), mas a primeira parte fica marcada pela longa paragem, por volta dos 22 minutos, devido a desacatos as bancadas. O Benfica regressou melhor dessa paragem, ganhando uma vantagem de três golos. No segundo tempo o Porto recuperou (Quintana entrou para defender dois livres de sete metros), e o equilíbrio passou a ser a nota dominante. No meio de muitas exclusões (Salina, Ales Silva e Quintana foram expulsos) e alguma dureza excessiva, o Porto aproveitou a superioridade numérica e falta de fluidez ofensiva do Benfica para passar para a frente, aos 20-21. Os dragões não conseguiram fechar a partida, graças à ineficácia de Salina perante um inspirado Mitrevski permitindo ao Benfica levar o jogo para prolongamento. Nos dez minutos extra o Benfica ganhou vantagem de dois golos, mas o jogo apenas se decidiu em cima do apito, com um golo de Uelington Silva. Na outra meia-final, o Sporting bateu o Madeira SAD por 32-25, com uma grande exibição de Pedro Portela (11 golos).

Etiquetas: , ,