Cesc admite que só ouviu falar de Kevin de Bruyne esta época; Miranda não acredita que Ronaldo e Messi marcassem tantos golos em Itália

Numa fase em que os jogadores têm a hipótese de ver os adversários ao pormenor, não só para os conhecerem mas também para melhorarem as suas capacidades, há quem não aproveite essa possibilidade e deixe tudo nas mãos da equipa técnica. É estranho que Fàbregas não conheça as qualidades de De Bruyne (não é propriamente um jogador qualquer e até esteve no Chelsea), mas não será certamente caso único de "ignorância" entre os futebolistas.

Em vésperas do confronto entre Chelsea e Manchester City para a Premier League, Cesc Fàbregas revelou que estava impressionado com as capacidades de De Bruyne "especialmente porque não o conhecia até esta época". O espanhol admitiu que não via a Bundesliga nas épocas em que o belga brilhou e que, por isso, "não sabia que ele tinha tanta qualidade".

Concorda? - Para Miranda, central do Inter, Messi e Ronaldo se jogassem em Itália não eram capazes de marcar tantos golos. "Cristiano Ronaldo e Lionel Messi são dois jogadores fantásticos e são capazes de marcar muitos golos em todas as Ligas, mas, aqui em Itália, não teriam a hipótese de chegar perto da área tantas vezes como em Espanha, isto porque as equipas são taticamente muito mais organizadas." Mas há outros jogadores do campeonato italiano que estão de acordo com o brasileiro. Depois de Pogba ter dito que duvidava de que Ronaldo marcasse 60 golos em Itália, Dybala veio pôr-se ao lado do companheiro da Juventus e também disse que o português do Real não ia conseguir marcar tanto na Série A. "Talvez o campeonato italiano não seja o mais bonito de se ver, mas é o mais difícil de se jogar, pois é muito táctico", explicou o avançado argentino. 

Etiquetas: , ,