«Carrillo comigo trabalhou sempre de forma exemplar; Layún? Joga o Angél»

Marvin ou Bruno César na esquerda? Jefferson "está clinicamente apto mas não será convocado por não estar no ponto em termos físicos".

Jorge Jesus fez hoje a antevisão do clássico frente ao FC Porto e passou a ideia que não vai alterar a sua ideia de jogo em função do adversário. "Preparamos a equipa da mesma forma. A nossa metodologia de treino não se modifica por ser o FC Porto ou o União da Madeira", disse o técnico dos leões. JJ desvalorizou ainda as penhoras ao Sporting e falou sobre o facto de ter encontrado e cumprimentado André Carrillo no Estoril Open. "Carrillo? Cumprimentei-o, foi meu jogador, portou-se sempre de forma exemplar enquanto esteve a trabalhar comigo. . Seja jogador, presidente, diretor, não me interessa o clube em que estão ou possam mudar. Eu também já estive de um lado e agora estou noutro. O que interessa é o comportamento profissional", disse o técnico do Sporting em conferência de imprensa. Jesus foi ainda questionado sobre a capacidade ofensiva dos laterais portistas, Maxi e Layún, mas até fez um reparo ao jornalista já que considera que o mexicano vai ser suplente de Angél: "Layún? Olhe que não... Olhe que acho que vai ser o outro. O Ángel. É verdade que vamos jogar com dois laterais que trabalham muito bem ofensivamente, um deles que conheço muito bem. O Maxi é fantástico. Mas não vamos fazer algo de muito diferente do que fazemos nos restantes jogos. A nossa ideia de jogo é a mesma. Não vamos fugir em nada daquilo que são as nossas movimentações. Se o Maxi conseguir contrariar isso, parabéns a ele. Defensivamente, o treinador do FC Porto é que tem que falar disso".

Etiquetas: