Sporting colocou Patrício no mercado por 9 ME; Grego seria o substituto

Os 9 milhões de euros correspondem ao valor de mercado do n.º 1 de Portugal?

O site Football Leaks publicou, esta terça-feira, o acórdão do Tribunal Arbitral de Desporto (TAS) que, em dezembro de 2015, decidiu a favor da Doyen Sports no diferendo com o Sporting devido à transferência de Marcos Rojo para o Manchester United. No documento pode verificar-se que a Doyen venceu o caso quase na totalidade, e que além dos 75% dos 20 milhões de euros relativos à venda de Rojo ao Manchester United, os leões terão ainda de pagar 3/4 do salário anual de Nani, cujo empréstimo foi considerado pelo TAS como «parte do negócio do defesa argentino», contrariamente ao que defendia o clube de Alvalade. Entre as provas do processo está um e-mail enviado por Guilherme Pinheiro, administrador da Sporting SAD, a Nélio Lucas, diretor executivo da Doyen Sports, o qual, entre outras revelações, revela que os leões estavam disponíveis para vender Rui Patrício por nove milhões de euros e até já tinham um substituto, o grego Orestis Karnezis, que chegaria a Alvalade a troco de 4 milhões de euros. "[relativamente às] transações discutidas, de forma a fechar a comprar de Orestis Karnezis por 4 M€, (...) temos, antes, que completar algumas outras transações:
1) Transferência de Rui Patrício com uma parte para o Sporting de 9 M€ líquidos (...);
2) Transferência de Eric Dier por 10 M€ líquidos;
3) Transferência de Rojo com uma parte de 7 M€ a ser partilhada entre SCP (5,6 M€) e Spartak (1,4 M€), tendo o fundo que resolver toda a situação;
4) Transferência de Carrillo por 8 M€ líquidos;
5) Transferência de Capel por 8 M€ líquidos", pode ler-se no acórdão do caso Rojo, decidido pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).
O email termina com Guilherme Pinheiro a pedir uma "resposta rápida" de forma a que estas transferências "possam ser fechadas dentro dos prazos pretendidos". Na venda dos direitos de Dier, Carrillo e Capel, o Sporting exigia encaixar 20 por cento do valor de uma futura transferência.


Etiquetas: