Cristian Espinoza associado ao Benfica; Cancelo brilha na goleada do Valencia, El Niño não para de marcar; Dortmund junta-se ao Bayern na final da Taça

Os encarnados, com Cervi, Carrillo, Pizzi, Carcela, Guedes, Gaitán ou Salvio, tem muita qualidade/quantidade nas alas, mas todos os dias são colocados extremos na rota da Luz.

Depois de Marlos Moreno hoje é a vez da imprensa internacional associar o extremo Cristian Espinoza, de 21 anos, que representa atualmente o Huracán, da Argentina, ao Benfica. Em Itália dão conta que o campeão nacional está a cobiçar o talentoso argentino, que custa 10 milhões de euros. Também a Fiorentina manifestou interesse no jovem que deve estar nos JO.

Colchoneros não falham num dos jogos mais difíceis até final do campeonato e seguem “colados” ao Barça” (Torres marcou em 5 jogos seguidos pela primeira vez e começa a “pedir” a chamada de Del Bosque); Cancelo marca e assiste na terceira vitória seguida do Valência - O Atlético continua a sonhar com a vitória na La Liga, tendo derrotado fora o Athletic Bilbau por 1-0, graças a um golo de Fernando Torres. Em San Mamés, o jogo começou praticamente com uma má notícia para Simeone, já que Godín teve de sair lesionado (entrou Lucas) e poderá falhar os próximos desafios da liga e o embate frente ao Bayern de Munique. No primeiro tempo, a equipa de Valverde entrou melhor, com mais posse de bola e jogando sempre mais perto da baliza de Oblak, mas a boa organização defensiva dos colchoneros ia resolvendo os problemas colocados pelo ataque basco. Mas este Atlético não precisa de muito para marcar, e aos 38’ Griezmann serve Torres que, de cabeça, marca e confirma o seu excelente momento. Na segunda parte, seguiu o domínio dos homens da casa, mas ou a sólida defesa do Atlético evitava que os leões criassem ocasiões ou, em último caso, Oblak respondia bem quando era chamado a intervir, e a vitória acabou por ir para a capital. Já o Valência recebeu e goleou o Eibar por 4-0 e está já no oitavo lugar da tabela. No Mestalla, os Ché conseguiram a terceira vitória seguida, num jogo em que André Gomes e Cancelo estiveram no onze e em que o grande destaque foi Paco Alcácer, que marcou os 3 primeiros golos dos Ché, tendo João Cancelo (que já tinha feito uma assistência) assinado o quarto e último tento do desafio. Finalmente, o Sporting Gijón conseguiu uma crucial vitória para conseguir a manutenção, derrotando o Sevilha por 2-1 (Iborra ainda deu vantagem aos andaluzes mas Krychowiak, na própria baliza, e Isma Lopez, já em cima do apito final, deram a volta para os Asturianos, ao passo que Málaga e Rayo empataram a 1 (marcaram Baena e Ricca).

A final que todos queriam - O Borussia Dortmund venceu, em Berlim, o Hertha, por 3-0 e juntou-se ao Bayern na final da DFB Pokal. Tuchel apostou num sistema tático que deambulou entre o 3-4-3 com Mkhitaryan a ala direito e Reus e Kagawa atrás de Adrián Ramos e o 4-3-3 habitual e deu-se bem. Castro marcou no 1.º tempo. Reus e Mkhitaryan confirmaram o triunfo na 2.ª parte. Burki raramente foi testado.

Etiquetas: , ,