FC Porto tem de pagar 100 mil euros de comissão sempre que André Silva fizer 10 jogos numa época

Não terá sido por isto que o avançado foi afastado depois de em janeiro Pinto da Costa lhe ter prometido um lugar na equipa principal como único opositor de Aboubakar (algo que não se confirmou já que passado umas semanas chegaram Marega e Suk), mas nesta altura, e considerando o pouco que em feito a frente de ataque, esperava-se que AS tivesse tido mais espaço. Por outro lado todo este burburinho sobre as comissões que o Porto paga não podia ter aparecido em pior altura para o líder dos dragões, que começa a ver a sua posição a ficar fragilizada, apesar de ter sempre a margem de não haver oposição nos portistas.

O FC Porto terá de pagar 100 mil euros por época em comissões ao empresário António Teixeira, a cada dez jogos disputados por André Silva ao serviço da equipa principal dos dragões. As partidas da Taça da Liga não fazem parte do acordo e só é considerado um jogo quando o avançado esteve em campo pelo menos 45 minutos. Este negócio, revelado pelo Football Leaks, foi estabelecido quando André Silva renovou pelo FC Porto em 21 de Novembro de 2014. Para além das referidas comissões, o empresário passou a deter 10 por cento dos direitos económicos do jogador, que esta época realizou três jogos no campeonato e um na Taça de Portugal. Recordamos que o internacional sub-21 português está ligado ao FC Porto até 2019.

Etiquetas: