«À exceção do Sporting, ninguém criou ocasiões para marcar ao Benfica»; Warriors perdem; Bulls ainda mais distantes dos playoffs

Curiosamente as águias atingem este momento com uma defesa muito diferente da que estava projectada no inicio da época, ou seja, sem a presença de Júlio César, Luisão, mesmo nos corredores não era certa a titularidade de Almeida e na teoria Samaris era indiscutível a trinco. 

Pep Guardiola confessou que já esperava um jogo complicado com o Benfica, e voltou a elogiar as qualidades defensivas do campeoão nacional. "Não me surpreendeu. Esperava este Benfica. Ontem na conferência de imprensa já o tinha dito: o Benfica move-se bem entre linhas, defende bem e ia ser um jogo difícil. Vi cinco ou seis jogos e, à exceção do Sporting, ninguém lhe cria oportunidades de golo. Só o Sporting teve ocasiões para lhe marcar. Por isso não é fácil criar oportunidades a este Benfica. Felizmente nós criámos várias ocasiões, só marcámos um golo, mas criámos várias ocasiões", referiu o treinador do Bayern. Acrescentando: "No fim parecia que tínhamos sido nós a perder? Pois, enfim. Aqui em Munique se não ganhas por muitos golos, não está bem. Já estamos habituados a isso."

Percalço na perseguição das 73 vitórias - Os Golden State Warriors foram surpreendidos em casa pelos Minnesota Timberwolves, perdendo 124-117 após prolongamento. Curry não esteve inspirado (apenas 7-25), enquanto que pelos Wolves brilharam Wiggins (32pt) e Shabazz Muhammad (35pt, máximo de carreira). Os campeões, que seguem com 69-9, voltaram a perder muitas bolas (23 turnovers) e desperdiçaram uma vantagem de 17 pontos. Para bater a mítica marca dos Bulls, precisam agora de vencer os quatro jogos em falta, sendo que o calendário passa por San Antonio (jogo em casa, e deslocação ao Texas) e Memphis (fora, e recepção na última partida). Relembrar que Golden State ainda não perdeu dois jogos consecutivos este ano, e que San Antonio ainda não perdeu em casa; Já os Spurs não facilitaram, indo vencer (com dificuldade) a Utah, que assim perdeu uma chance de se distanciar de Houston e Dallas, que se encontram hoje. Numa partida marcada pelo baixo ritmo e defesas agressivas, Leonard (18pt) fez o lançamento que selou o 88-86 final. Por sua vez os desfalcados Memphis venceram Chicago, colocando fim a uma série de seis derrotas, e praticamente selaram a presença nos playoffs. Já os Bulls afundaram-se ainda mais, e vêem Detroit (que perdeu em Miami) a dois jogos de distância, isto com quatro partidas por disputar.

Etiquetas: