Doyen revela que o Sporting tem uma dívida de 15 ME e respetivos juros

A dúvida é perceber que jogadores é que os leões vão vender para pagar esta dívida (só o dinheiro da Champions não chega).

O fundo de investimento Doyen Sports esclareceu hoje que o montante em dívida de que é credor do Sporting ascende a "aproximadamente 13 milhões de euros", aos quais se somam "mais dois milhões do contrato de Zakaria Labyad". Através de um comunicado, a Doyen informou que a estes dois milhões referentes ao jogador marroquino acrescem os juros respetivos até hoje e outros custos, nomeadamente de juros até ao dia em que o Sporting efetuar o pagamento. “Recordamos que a decisão do TAS de dezembro de 2015 validou ambos os contratos na sua totalidade. Recordamos ainda, que em setembro de 2014 o Sporting já tinha pagado quatro milhões e meio por conta destes mesmos contratos”, pode ler-se na nota emitida pela Doyen. Este fundo de investimento aludiu ainda ao ‘caso Rojo’, futebolista argentino cujo passe o Sporting vendeu ao Manchester United, ao esclarecer que “está atualmente em sede de recurso, intentado pelo clube de Alvalade, na sequência da derrota no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS)”. No entanto, não quis fazer comentários sobre o caso enquanto não estiver definitivamente encerrado, mas prometeu prestar todos os esclarecimentos em tempo oportuno para que os associados do Sporting e os acionistas da sua sociedade anónima “percebam até onde vai a falsidade e constantes contradições entre o que o presidente do clube diz, faz e manda fazer”. Fonte: Agência Lusa

Etiquetas: