UEFA já admite Euro'2016 à porta fechada

É a única solução?

Giancarlo Abete, vice-presidente do Comité Executivo da UEFA, admitiu que os jogos do Euro'2016, em França, poderão realizar-se sem a presença de espectadores no recinto desportivo. "É um evento que não podemos atrasar ou adiar. Não podemos excluir a possibilidade de os jogos serem à porta fechada, tal como não podemos excluir a ameaça do terrorismo", disse o alto dirigente do organismo que tutela o futebol euroepu, em declarações à "Radio 24". A possibilidade surgiu, hoje, na sequência dos atentados terroristas de Bruxelas, mais concretamente no aeroporto de Zaventem e numa estação de metro perto do parlamento europeu, entretanto reivindicados pelo Estado Islâmico, que causaram pelo menos 34 mortos e centenas de feridos. A UEFA também publicou uma nota, na qual «reafirma o compromisso em garantir a segurança na organização do Euro 2016», mas Abete acredita que medidas mais drásticas terão de ser implementadas. 

Etiquetas: