Buffon sofre o 1.º golo em 11 jogos mas garantiu recorde de imbatibilidade na goleada da Juventus; Barcelona desperdiça vantagem de 2 golos

Já não vai apanhar Baía, Manuel Bento, Cech ou Van der Sar mas fica na história do campeonato italiano.

Gianluigi Buffon, que não sofria um golo desde 10 janeiro, quebrou o recorde de imbatibilidade da Série A - 930 minutos de Rossi (Milan), que durava desde 27 de fevereiro 1994. O guarda-redes italiano sofreu, este domingo, um golo frente ao Torino aos 48 minutos, pelo que meteu o recorde sem sofrer golos em 974 minutos, num jogo em que a Juventus goleou, fora, o Torino, por 4-1, resultado que permite consolidar a liderança na Série A. Pogba inaugurou o marcador, no dérbi, com um golaço de livre, Khedira ampliou com uma grande arrancada, Belotti ainda reduziu de penalty, mas Morata, que tinha substituído aos 32 minutos o lesionado Dybala, com um bis consumou a goleada.

Paulo Sousa não aproveita o empate entre Roma e Inter; Carpi sai da zona de despromoção - A Fiorentina não saiu do nulo em Frosinone e desperdiçou a hipótese de se aproximar do terceiro lugar. A equipa de Florença fez mais de 20 remates, mas não conseguiu acertar nas redes de um adversário que precisa urgentemente de somar pontos para fugir à despromoção. Quem o conseguiu foi o Carpi, que saiu da zona vermelha após bater o Hellas Verona por 2-1, com golos de Di Gaudio e Lasagna. O outro clube da cidade foi vencer a Sampdoria, em Génova, por 1-0, graças ao golo de Meggiorini. Já a Udinese, depois da saída do treinador, empatou em Sassuolo (1-1).

Barça perde pontos mas aumenta a vantagem para o Atlético; Fora de casa, parece outra equipa; MSN esteve longe do melhor; Bakambu em grande forma - Não fosse a derrota do Atlético e a liga espanhola até podia animar um pouco. O Barça perdeu pontos no El Madrigal, frente a um Villarreal que tenta segurar o quarto lugar, mas o empate (2-2) deixa os catalães com 9 pontos de vantagem sobre os colchoneros. Um desaire que não vai causar mossa na equipa de Luis Enrique, mas que deixou mais uma vez patentes as dificuldades que os blaugrana têm tido fora de casa. Hoje até estiveram a ganhar por 2-0, com golos de Rakitic e um penalty (inexistente) de Neymar, mas na segunda parte a boa reacção do conjunto de Marcelino Toral trouxe uma igualdade que se justifica, tendo em conta a excelente prestação do Submarino Amarelo. Bakambu, que não pára de marcar, causou muitas dificuldades à defensiva catalã (Piqué foi substituído para precaver uma eventual expulsão) com a sua velocidade e fez o 2-1, antes de Mathieu fazer um auto-golo que estabeleceu o resultado final.

Etiquetas: , , , ,