«Paulo Fonseca é um dos melhores treinadores do Mundo»; Diego Costa imita Suárez, é expulso, e o Chelsea cai na Taça; Atlético consolida 2.º lugar; Bayern atropela; Inter cumpre; Cummings triunfa no Tirreno-Adriático

Este tipo de atitudes são inadmissíveis num desportista e, tratando-se de um reincidente, o avançado não deve escapar a uma suspensão. O que é nova contrariedade para os Blues, que com esta eliminação deixam cair por terra a possibilidade de ganhar um troféu e "maquilhar" um pouco a péssima época que estão a fazer. Agora, depois da saída da Champions e da FA Cup em poucos dias, resta tentar chegar aos postos de qualificação Europeia, sendo certo que uma ausência das competições internacionais na próxima época seria um enorme entrave para conseguir contratar jogadores top no Verão.

Continua o pesadelo do Chelsea. A equipa de Guus Hiddink foi eliminada da FA Cup, ao perder por 2-0 no terreno do Everton nos quartos-de-final da competição de clubes mais antiga do Mundo. Após uma primeira parte sem golos, apareceu Lukaku para dar aos Toffies a passagem: primeiro, aos 77', fintou meia equipa dos Londrinos e bateu Courtois, fazendo o 1-0, e 5 minutos depois aproveitou um passe de Barkley para fixar o resultado final. Pouco depois do golo, ainda houve tempo para Diego Costa ser expulso, sendo que o Hispano-Brasileiro teve depois um gesto lamentável, encostando a cabeça a Gareth Barry e chegando mesmo a trincar-lhe o pescoço. A FA aguarda o relatório do árbitro Michael Oliver para decidir da pena a aplicar.

Equipa de Guardiola vinha de duas jornadas sem vencer - O Bayern Munique regressou aos triunfos, recebendo e vencendo o Werder Bremen por 5-0. Guardiola poupou jogadores como Bernat, Douglas Costa ou Robben tendo em vista o duelo com a Juve a meio da semana (já Gotze, 159 dias depois voltou a jogar), mas a equipa não sentiu essas ausências e venceu com facilidade. Thiago e Muller bisaram, tendo também Lewandowski, que jogou os últimos minutos, marcado. Já o Borussia Monchengladbach continua na perseguição ao Hertha de Berlim (está a 3 pontos do terceiro lugar ocupado pelo clube da Capital), tendo derrotado o Eintracht de Frankfurt por 3-0 (marcaram Stindl, Raffael e Dahoud) , ao passo que o Colónia piorou ainda mais a situação do Hannover (com Hugo Almeida a entrar na segunda  parte), vencendo fora por 2-0 (Bittencourt bisou).  Na luta pela manutenção, o Hoffenheim continua num bom momento, tendo vencido o Wolfsburgo (Vieirinha entrou aos 60') por 1-0 (marcou Kramaric logo aos 3'), enquanto que Darmstadt e Estugarda empataram a 3, verificando-se também, uma igualdade, mas a 2 golos, no Darmstadt-Augsburgo. 

Concorda? - Julio Velázquez, timoneiro do Belenenses, colocou hoje Paulo Fonseca entre os melhores treinadores do Mundo. O espanhol diz mesmo que o técnico do Sp.Braga valoriza a profissão. «Paulo Fonseca é um dos melhores treinadores do mundo e, além de ser uma grande pessoa, é um técnico que dignifica a profissão, o que não é fácil hoje em dia,» disse Velázquez na antevisão da partida contra o Sp. Braga. O espanhol disse mesmo que o adversário minhoto muitas vezes roça a perfeição. «O Braga está a fazer uma época notável. É uma equipa muito bem trabalhada. É forte no ataque posicional e nas transições ofensivas. Apesar da derrota com o Fenerbahçe (1-0), está numa dinâmica favorável. Tem poucos defeitos».

Saúl está a "bater à porta" da Selecção - O Atlético de Madrid segue na segunda posição da La Liga, a 8 pontos do Barcelona, depois de ter vencido por 3-0 o Deportivo da Corunha. No Calderón, os Galegos (há 15 jogos sem ganhar) foram presa fácil, com Saul a fazer o primeiro aos 18', Griezmann o segundo aos 60' e Angel Correa o terceiro aos 83'. Quem também venceu em casa foi o Celta de Vigo, frente a uma Real Sociedad que teve Bruma a partir dos 77'. Aspas, aos 16', marcou um golaço e deu os 3 pontos à equipa de Berizzo. O Celta é, provisoriamente, quinto (falta jogarem Athletic e Sevilha) e a Real décima.

Nerazzurri pressionam a Roma (estão, à condição, a 2 pontos) - O Inter de Milão venceu, em casa, o Bolonha por 2-1, num resultado construído na segunda parte. Com efeito, após uma etapa inicial sem golos, aos 72' Perisic fez, de cabeça, o 1-0, aproveitando um mau corte da defesa do Bolonha, tendo D'Ambrosio, 4 minutos depois e também na sequência de um canto, feito o 2-0. Já em cima do apito final, Brienza, num excelente disparo de pé esquerdo, fixou o 2-1 final. Já Empoli e Sampdoria empataram a 1 (Mário Rui foi titular e Pedro Pereira não saiu do banco), com golos de Laurini e Quagliarella.

A organização cancelou a etapa rainha, programada para este Domingo, devido às previsões de neve, pelo que a vitória na geral individual deverá definir-se no contra-relógio do último dia - Na 3.ª etapa do Tirreno-Adriático, Steven Cummings, da Dimension Data, venceu isolado, após um ataque a três quilómetros da meta. A equipa sul-africana tinha como objectivo levar Boasson-Hagen à vitória, mas acabou por ser o britânico a brilhar, após conseguir deixar para trás um grupo de fugitivos constituído por Puccio (Sky), que foi 2.º na jornada, pelo seu companheiro Berhane (3º), Daniel Moreno (4º), da Movistar) e dois AG2R (Bakelandts e Montaguti). Na geral individual, Zdenek Stybar, da Etixx, que chegou no grupo de favoritos a 25 segundos, mantém-se na liderança.

Etiquetas: , , ,