«O Mónaco não é importante para o futebol francês»; Hamilton conquista 1.ª pole da temporada; Rafa na melhor equipa da Liga Europa

O gverreiro continua a ganhar cotação na Europa.

Rafa Silva integra o melhor 11 da semana na Liga Europa. O extremo do Sporting de Braga, que marcou na goleada ao Fenerbahçe, faz um trio de ataque de luxo com Aduriz e Aubameyang. O Sparta Praga com 3 elementos é a equipa mais representada no Dream Team para a UEFA. Onze ideal: Guarda-redes: Bicik (Sparta Praga); Defesas: Rami (Sevilha), Papadopoulos (Bayer Leverkusen) e Costa (Sparta Praga); Médios: Reyes (Sevilha), Mkhitaryan (Borussia Dortmund), Coutinho (Liverpool) e Krejci (Sparta Praga); Avançados: Rafa (Sp. Braga), Aduriz (Ath. Bilbao) e Aubameyang (Borussia Dortmund).

Concorda? Pelas afirmações do treinador português, os resultados do Mónaco importarão pouco enquanto o clube não tiver uma massa adepta numerosa e fervorosa - São curiosas as declarações de Leonardo Jardim na antevisão ao encontro com o PSG. O técnico português, para além de salientar que não espera relaxamento por parte do já campeão, constatou a falta de atenção que o Mónaco recebe por parte da imprensa francesa. "No ano passado tivemos de chegar aos quartos-de-final da Liga dos Campeões para sermos destaque na primeira página de um jornal de grande circulação. Os nossos fãs são bons, mas são poucos e se eu fosse chefe de um jornal também daria mais destaque ao Marselha, Lyon, PSG ou Saint-Etienne. Se um dia o Mónaco estiver em posição de ganhar o campeonato, seja daqui a um ou cinco anos, vão continuar a falar mais dos outros clubes na mesma. O Mónaco não é importante para o futebol francês", afirmou.

As novas regras na qualificação, com a eliminação progressiva dos mais lentos, a cada minuto e meio, acabou por impedir que Vettel, Raikkonen ou Rosberg tentassem sequer bater o tempo do campeão do Mundo -  Lewis Hamilton (Mercedes) conquistou hoje a sua 50.ª ‘pole position’ da carreira, assegurando o primeiro lugar da grelha de partida para o Grande Prémio da Austrália, primeira prova do Mundial de Fórmula 1 de 2016. Nico Rosberg ficou em 2.º. Com a dupla da Ferrari, Vettel e Raikkonen a ocuparem a segunda linha da grelha de partida à frente do holandês Max Verstappen (Toro Rosso).

Etiquetas: , ,