Nulo no Dortmund-Bayern; Leverkusen recupera de 3-0, Schalke pressiona o Hertha; Leicester ainda mais líder

Conjunto de Guardiola perdeu a oportunidade de sentenciar a Bundesliga. Os bávaros foram superiores, dominaram o jogo quase todo (o Dortmund pouco perigo criou) mas desperdiçaram demasiado (tiveram 5 excelentes oportunidades); Vidal esteve perdulário; Muller demasiado trapalhão; Borussia desiludiu.

No jogo grande da jornada da Bundesliga, Borussia Dortmund e Bayern Munique empataram a zero, resultado que mantém as duas equipas separadas por 5 pontos. O encontro era a grande oportunidade para a equipa de Tuchel encurtar para 2 pontos a distância para os Bávaros, mas o líder da prova foi superior e até sai do desafio com a sensação de que perdeu uma bela ocasião para "sentenciar" a questão do título. Quanto à partida,  a primeira grande oportunidade de golo surgiu para os visitantes logo aos 5’, quando Burki, na tentativa de desfazer um cruzamento da esquerda de Douglas Costa, desvia para a frente onde aparece Muller que, com tudo para marcar, atira por cima. O Dortmund surpreendeu, com Tuchel a colocar uma linha de 5 atrás (Durm e Schmelzer nas laterais e Piszczek, Bender e Hummels como centrais) e a apostar na capacidade de exploração de espaços de Reus, Mkhitaryan ou Aubameyang. Mas quem entrou melhor foi mesmo o Bayern, e aos 17’ Douglas serve Vidal que, já dentro da área, remata para fora de pé esquerdo. As primeiras chances dos locais surgiram pouco depois, primeiro com Durm, em boa posição, a rematar para fora e depois com Kimmich a tirar o pão da boca a Aubameyang quando o Gabonês tinha tudo para marcar. Aos 26’, o conjunto de Pep Guardiola dispôs de uma soberana oportunidade, quando apanhou o Dortmund descompensado e Robben solicita muito bem Douglas Costa que, com todo o tempo e espaço, não consegue bater Burki. Em cima do intervalo, o Holandês também esteve perto do golo, fazendo o seu habitual movimento da direita para o meio, mas o remate saiu desviado, passando ao lado do poste esquerdo, e o jogo foi para o intervalo a zeros. Na segunda parte, o primeiro a estar perto do golo foi de novo Arturo Vidal, que aos 55' desviou para fora um cruzamento de Muller, tendo Robben, 3 minutos depois, desperdiçado em posição privilegiada. Aos 64', continuou o desperdício Bávaro, de novo com Vidal a ter a chance de marcar, mas o chileno, que ficou com a bola à frente após um ressalto num canto, disparou com força mas Burki desviou para a barra. Na resposta, o Dortmund conseguiu uma rara aproximação com perigo, com Aubameyang a atirar para fora com Neuer a controlar o lance. Mas quem continuava a desperdiçar era o Bayern, com Robben de novo a não conseguir marcar. No último quarto de hora, o ritmo baixou, as equipas foram preocupando-se mais em não sofrer do que em marcar, passando as aproximações à baliza rival a serem uma raridade, acabando assim tudo a zeros.

Jornada com muitos golos na Bundesliga; Leverkusen recupera de uma desvantagem de 3-0; Nagelsmann desta vez foi goleado; Schalke e Wolfsburgo com vitórias importantes na corrida europeia - O Bayer Leverkusen ia caindo outra vez com estrondo. Esteve a perder por 3-0 frente ao Augsburgo, com um hat-trick de Koo-Ja Cheol, mas a equipa de Schmidt reergueu-se e ainda foi ao empate, com golos de Bellarabi, Çalhanoglu e um auto-golo de Verhaegh. No outro jogo grande da tarde, o Wolfsburgo-Gladbach, os Lobos levaram a melhor por 2-1. Draxler e Kruse deram a vitória, de nada valendo o tento de Raffael. Já o Schalke conseguiu uma excelente vitória em Colónia, por 3-1. Meyer, Huntelaar e Di Santo marcaram os golos. Destaque também para as goleadas do Estugarda ao Hoffenheim (5-1), que estava em grande com a entrada de Nagelsmann, e do Bremen ao Hannover (4-1).

O sonho continua... já são mais 5 pontos que o 2.º (Tottenham) e 8 que o 3.º (Arsenal) - Com um belo golo de Mahrez o Leicester venceu no terreno do complicado Watford, por 1-0, aumentando assim a vantagem para os principais rivais. A partida foi equilibrada, mas teve mais Leicester, que, depois de ter desperdiçado uma bela oportunidade na 1.ª parte, com Vardy a rematar para fora quando estava em excelente posição, chegou mesmo à liderança no marcador, com um belo remate de Mahrez no arranque do 2.º tempo, naquele que foi o 15.º golo argelino nesta edição da Premier League. Em vantagem os Foxes, que até tiveram a oportunidade de ampliar o marcador por Robert Hurt, conseguiram controlar bem o jogo directo do Watford, com Huth e Morgan a limparem quase tudo e quando não conseguiram Schmeichel disse presente.

Etiquetas: ,