"Na MLS? Só depois de ganhar 11 títulos no FC Porto"; Curry anulado em San Antonio; Rosberg vence Grande Prémio da Austrália

O futuro de Iker Casillas tem sido motivo de especulação, com várias notícias a indicarem que o Espanhol pode abandonar brevemente o FC Porto. No entanto o ex-Real Madrid parece apostado em permanecer na Invicta mais algum tempo e em coroar a sua passagem por Portugal com vários títulos. Foi o próprio guarda-redes a revelar esta intenção via Twitter, depois de, naquela rede social, o seu antigo companheiro em Madrid Kaká ter desafiado Casillas dizendo que "em breve vejo-te na MLS". No entanto, o número 12 Portista respondeu prontamente, e de forma clara, dizendo que "antes tenho de ganhar dois campeonatos, três Taças de Portugal, duas Taças da Liga, duas Supertaças e dois títulos europeus com o FC Porto".

Ainda dá para os Spurs ficarem em 1.º? Conjunto de Pop continua sem perder em casa e ainda vai defrontar o campeão mais duas vezes; Golden State (que tem agora 62-7), que não contou com Bogut e Iguodala, não pontuava tão pouco desde fevereiro de 2014 - No duelo mais esperado na NBA os Spurs venceram Golden State por 87-79 e reforçaram a candidatura ao 1.º lugar na fase regular. San Antonio, que vai numa série de 33 jogos seguidos a bater os Warriors em casa, teve em LaMarcus Aldridge a grande figura, com o PF-C a marcar 26 pontos, também Leonard (decisivo na defesa) se destacou com 18 pontos e 14 ressaltos. Já do lado dos campeões, Curry (14 pontos) teve uma noite para esquecer com apenas 1 em 12 nos triplos, sendo que Thompson também não fez muito melhor (15 pontos). Mesmo assim a equipa de Kerr, apesar da má noite, esteve sempre colada aos Spurs, no 4.º período chegou mesmo a liderar, e só nos últimos minutos foi derrotada.

Prova ficou marcada pelo aparatoso acidente entre o espanhol Fernando Alonso (McLaren) e o mexicano Esteban Gutiérrez (Haas) - Nico Rosberg começou a época de F1 como tinha terminado a de 2015: a vencer. O alemão, que vinha de 3 vitórias consecutivas no final de 2015, foi o mais forte no GP da Austrália assumindo assim a liderança do campeonato. Hamilton terminou em 2.º, tendo Vettel completado o pódio. Apesar da dobradinha dos Mercedes a Ferrari deu boas indicações, tendo mesmo liderado a prova logo desde o arranque, no entanto o acidente de Alonso com Gutierrez (ambos saíram ilesos) obrigou a uma paragem que permitiu a Rosberg dar a volta à situação da corrida.

Etiquetas: , ,