Fejsa e Gaitán regressam aos convocados do Benfica; Manuel Machado renova; Eboué suspenso por um ano; Dnipro afastado das competições europeias

Qual deve ser o 11 de Rui Vitória?

Os regressos de Nico Gaitán, Fejsa, Jardel e Mitroglou são as principais novidades na convocatória do Benfica para o embate frente ao Sp. Braga. De fora para a partida com os bracarenses, ficaram os defesas Lisandro e Grimaldo, o médio Taarabt e o avançado Jovic. Lista de convocados: Guarda-redes: Paulo Lopes e Ederson; Defesas: André Almeida, Nélson Semedo, Jardel, Lindelof, Sílvio e Eliseu; Médios: Samaris, Renato Sanches, Pizzi, Gonçalo Guedes, Carcela, Talisca e Salvio, Fejsa e Gaitán; Avançados: Jonas, Mitroglou e Raúl Jiménez.

O professor assumiu o conjunto insular em outubro de 2012, para a sua terceira experiência no clube, tendo no total orientado até ao momento 246 jogos nos alvi-negros - O CD Nacional, Futebol SAD deu conta que chegou a acordo com o técnico da equipa sénior profissional de futebol, Manuel Machado, para a renovação do contrato que ligava as duas partes até ao final da presente temporada desportiva. O novo vínculo terá validade até ao final da época desportiva 2016/2017.

Numa fase em que se falta muito de fair-play financeiro em Portugal - O Comité de Controlo Financeiro de Clubes da UEFA decidiu excluir três clubes das provas europeias, durante uma época. Entre os clubes impedidos de competir quer na Liga dos Campeões quer na Liga Europa estão os ucranianos do Dnipro, finalista vencido da LE em 2014-15, onde alinha o português Bruno Gama. As outras equipas são o Inter Baku, do Azerbaijão, e os romenos do Târgu Mures.

O Sunderland já anunciou a intenção de rescindir contrato com o lateral que se tinha vinculado ao clube apenas no inicio deste mês - A FIFA suspendeu por um ano o internacional costa-marfinense Emmanuel Eboué, por dívidas a um antigo representante, Sebastien Boisseau, anunciou o organismo regulador do futebol mundial. Em julho de 2013, a FIFA deu razão a Boisseau na disputa com Eboué, confirmando a decisão em setembro de 2014 e dando ao jogador o prazo de 120 dias para pagar ao agente, findo o qual seria automaticamente suspenso por um ano. O antigo defesa do Arsenal recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), mas também perdeu, e, depois de ter expirado o prazo 120 dias, Boisseau pediu que fosse acionada a suspensão, que já foi comunicada pela FIFA à federação inglesa.

Etiquetas: ,