Incrível Leicester atropela o principal rival e continua a sonhar; Huth bisou, Mahrez brincou com Demichelis

Imagem: Daily Mail
Guardiola vai ter muito trabalho em melhorar o processo defensivo dos Citizens; Foxes continuam o conto de fadas; Organização, bolas paradas e transições fizeram a diferença, magia de Mahrez, força de Huth e capacidade de N'Golo Kante fez o resto. Schmeichel disse presente e até deu para Vardy desperdiçar. Mas acaba por ser um escândalo, o conjunto de Pellegrini, pela qualidade individual que tem (é muito superior), e até facilidade com que criou alguns desequilíbrios, tinha a obrigação de fazer mais.

Inacreditável. Não há palavras para descrever esta época dos Foxes, que com esta vantagem (mais 6 pontos que os Citizens) estão cada vez mais perto do título (o que seria o maior feito do século). O Leicester continua a surpreender o mundo do futebol e conseguiu mais uma proeza ao vencer no terreno do Manchester City, por 3-1. Huth bisou, Mahrez, com uma bela jogada, apontou o outro golo, sendo que o melhor que os Citizens conseguiram foi reduzir por Aguero já perto dos 90. Num jogo em que colocava frente-a-frente os 2 primeiros classificados da Premier League, sendo que na teoria os Citizens tinham aqui a oportunidade ideal para chegar à liderança e vincarem que são a melhor equipa em Inglaterra, começou melhor o Leicester que logo aos 3 minutos chegou à vantagem por Huth, que na sequência de um livre lateral, inaugurou o marcador. Os Foxes, por intermédio de Vardy, tiveram mesmo a oportunidade para ampliar, mas foi o City a dominar o 1.º tempo. No entanto, as iniciativas de Aguero de nada valeram. Logo a abrir a 2.ª parte, o 2-0. Numa transição a bola chega a Mahrez, que com uma facilidade incrível tira Demichelis do caminho e bate Hart com um belo remate. O City pouco depois podia ter reduzido, mas Schmeichel tirou um golo cantado a Fernando, que de maneira surpreende substituiu o apagado Yaya Touré aos 52 minutos. E como quem não marca sofre. O Leicester aproveitou mais uma falha defensiva do City para chegar ao 3-0, com Huth a levar a melhor na sequência de um canto. Ainda faltavam 30 minutos, mas os anfitriões baixaram os braços e até foi o líder da PL a estar mais perto de voltar a marcar, mas Vardy, isolado, na cara de Hart permitiu a defesa ao guardião. Já perto do fim, Aguero na sequência de um canto, ainda reduziu, pouco depois desperdiçou o 2-3 na cara de Schmeichel, mas a vitória já não fugiu ao surpreendente Leicester.

Etiquetas: