Rafael Martins bisou e excluiu-se do jogo frente ao FC Porto; Belenenses em grande; Leverkusen sem Kramer e Chicharito; Aubameyang ausente no Dortmund

Insólito ou estratégia (Miguel Leal pode querer poupar os melhores jogadores para os duelos do "campeonato do Moreirense")? O duelo entre os cónegos, que até estavam a perder, terminou com Rafael Martins, o actual 5.º melhor marcador da Liga, com 12 golos, a forçar o amarelo para não jogar no Dragão.

Na jornada 22, o Belenenses foi vencer por 3-2 a Moreira de Cónegos, naquela que foi a terceira vitória seguida fora de casa, um resultado que faz o conjunto do Restelo reentrar na luta pelos lugares europeus. Num encontro marcado pela chuva e pelo mau estado do relvado, o Moreirense até marcou primeiro, graças a uma grande penalidade polémica, que Rafael Martins converteu, mas o Belém rapidamente se superiorizou. Aguilar e Bakic assumiam o controlo do jogo, Carlos Martins acrescentava o seu critério no passe e poder nas bolas paradas e Sturgeon e Rosa desequilibravam na frente. Assim, sem grande surpresa, o resultado inverteu-se, graças a um golo de Aguilar (excelente remate em "raquete") e outro de Sturgeon, beneficiando de uma má saída de  Stefanovic. Na 2a parte, um erro de Ventura ia deitando tudo a perder (defendeu uma bola para a frente e R. Martins bisou), mas, numa bola parada e numa altura em que Velazquez já tinha sido expulso do banco, Bakic, na pequena área, fixou o resultado final. Até ao apito afinal, Iuri Medeiros e Rafael Martins tentaram o empate pelo menos, mas o conjunto visitante segurou bem os três pontos. Sendo que o jogo acaba com Rafael Martins a auto-excluir-se do próximo jogo frente ao FC Porto ao levar o 5.º amarelo, colocando-se propositadamente à frente da bola num livre. Nos azuis destaque para mais uma excelente exibição de Bakic e Carlos Martins.

Kramer e Chicharito não jogaram pelo adversário do Sporting, enquanto Calhanoglu só entrou na 2.ª parte;  Já no rival do FC Porto o destaque foi a ausência de Aubameyang (mesmo assim Ramos não saiu do banco) - Na jornada 21 da Bundesliga, o Dortmund, adversário do FC Porto na próxima 5ª feira, regressou aos triunfos, vencendo o Hannover pela margem mínima. Num jogo em que Tuchel não controu com Aubameyang, a equipa da casa alinhou com um ataque mais móvel, onde Castro ou Reus caiam mais na zona do ponta de lança, ficando Kagawa, Mikhtaryan e Gundogan responsáveis pela construção de jogo. As oportunidades foram mais que muitas, mas Mikhtaryan foi o único elemento feliz na finalização, tendo apontado o único golo da partida aos 57 minutos, num belo remate de fora da área. Com este triunfo, o Dortmund fica, à condição a 5 pontos do Bayern, enquanto que o Hannover continuará na lanterna vermelha. Já o Bayer Leverkusen até começou a perder, graças a um golo de Sandro Wagner, mas um auto-golo de Sulu e um tento do jvoem Brandt aos 77 minutos fixaram o resultado final em 1-2, naquele que foi o último desafio antes do confronto com o Sporting. Nos restantes encontros, o Estugarda superiorizou-se ao Hertha (claramente em quebra desde a viragem do ano), triunfando por 2-0 (golos de Serey Dié e Kostic), o Wolfsburgo derrotou o Ingolstadt também por 2-0 (Draxler e Knoche) e, por fim, Werder Bremen e Hoffenheim empataram a uma bola. Kramaric deu vantagem aos visitantes aos 10 minutos, mas, aos 13, o reforço de Inverno de Skrypnyk, Papy  Djilobodji, igualou o encontro e o resultado não mais se alterou.

Etiquetas: ,