O melhor treinador para Modric; Internacional italiano no Charlton; Kanazaki deixa Portimonense; LaVine foi o MVP do BBVA Rising Stars Challenge

Na actualidade há poucos técnicos tão consensuais como o italiano, curiosamente isso não foi suficiente para Florentino.

Modric nomeou Carlo Ancelotti como o melhor treinador que teve no Real. O médio croata, que se juntou aos merengues em 2012, já foi orientado por 4 técnicos desde que está em Madrid, mas Carletto reúne a sua preferência. "Mourinho, Ancelotti, Benítez ou Zidane? Tive uma boa relação com cada um deles. Todos ajudaram-me a melhorar o meu jogo. Mas se tiver que eleger um, escolho o mister Ancelotti. Tivemos uma grande relação. E ainda temos", comentou o croata numa entrevista à BBC. Sobre Zidane, o actual treinador, o ex-Tottenham também deixou elogios: "Sabe exatamente o que quer. Fala muito pouco, só o que espera que nós façamos e até agora estamos muito felizes com a sua maneira de dirigir a equipa. Os treinos são muito interessantes, divertidos e muito intensos".

10.º clube na carreira - Marco Motta, que em tempos foi uma das grandes esperanças do futebol transalpino (sempre figura até aos sub-23), assinou pelo Charlton, do Championship, até final da época. O lateral direito, internacional italiano, de 29 anos, que já passou pela Juventus e Roma, era um jogador livre depois de na temporada passada ter representado o Watford.

Era um dos jogadores mais talentosos da II Liga, tendo realizado ainda recentemente testes no Zenit - Mu Kanazaki deixou o Portimonense para regressar ao Kashima Antlers. O médio ofensivo japonês deixa os algarvios em definitivo depois de ter manifestado à administração da SAD que não estava interessado em continuar. No site do emblema da II Liga, o Portimonense refere que tentou de tudo para garantir os serviços de Kanazaki até final da época mas que o japonês não se mostrou disponível para ficar.

Porzingis (30 pontos) e Mudiay (30 pontos e 10 assistências) também brilharam - Zach LaVine foi eleito o MVP do BBVA Rising Stars Challenge que resultou na vitória dos jovens americanos frente à equipa do Resto do Mundo. O PG dos Wolves somou 30 pontos, com vários dunks espectaculares numa espécie de aquecimento para o Slam Dunk Contest. D'Angelo Russell (22), Devin Booker (23) e Jordan Clarkson (25) também contribuiram para a vitória da equipa dos EUA. Já nos jovens do resto do Mundo, destaque para o 5 inicial com Mudiay, Bogdanovic, Wiggins, Jokic e Porzingis.

Etiquetas: ,