O homem que colocou o Atlético ao nível do Real Madrid

Últimos 19 dérbis de Madrid antes da chegada de Simeone ao Atlético: 15 vitórias do Real Madrid e 4 empates.
19 dérbis de Madrid desde a chegada de Simeone ao Atlético: 7 vitórias para cada equipa e 5 empates.

Viver ao lado de gigantes nunca é fácil. Um gigante, pela sua natureza colossal, assemelha-se a um Eucalipto na forma como seca tudo o que o rodeia, alimenta-se de uma forma tal que é nefasto para os restantes. E isto torna-se facilmente num ciclo vicioso, com o gigante cada vez maior e os restantes cada vez mais pequenos e com menos hipóteses de aspirarem a um crescimento que lhes permita reduzir o fosso. 

Ora, em Madrid há muito que vive um dos maiores Colossos do mundo do futebol. O Real Madrid, provavelmente o maior clube da história da modalidade, foi-se habituando a ter horizontes bem largos, bem para lá dos muros da capital. Nos últimos anos, então, os rivais estavam quase sempre ou a 600 KM de distância ou mesmo fora do país. Mas recentemente algo mudou.

Em Dezembro de 2011 o Atlético de Madrid atravessava uma grave crise. Na Liga, a equipa estava mais perto da descida do que da Europa e na Taça havia sido eliminada pelo Albacete, do terceiro escalão. Para cúmulo, os Colchoneros não venciam o Real Madrid desde 1999. No entanto, a chegada de Cholo Simeone ao clube causou uma impensável subida de nível no clube.

A correlação de forças tornou-se bem distinta. Deixou de haver um paradigma de total supremacia do Real para outro em que as equipas estão no mesmo nível, tendo até os Colchoneros estado por cima nos confrontos mais recentes. Com a vitória no jogo de Sábado, são já 3 épocas seguidas a ganhar no Bernabéu para a Liga (algo inédito, que nem o próprio Barcelona conseguiu). Desde a chegada de Simeone ao banco, o Atlético ganhou 5 títulos e o Real 6. 

Desde a primeira hora, o Argentino instalou uma filosofia nova no clube, baseada no esforço, na força do colectivo, na garra e no espírito de superação e crença na possibilidade de derrubar todas as barreiras e de vencer todos os adversários. Contando com orçamentos bem inferiores a Real e Barça, foi-se intrometendo nas suas lutas, quer no plano interno quer além-fronteiras. Podemos discutir o estilo, mas o feito é inegável. A equipa do Manzanares está na primeira linha do futebol Europeu. 

Pedro Barata

Etiquetas: