Chelsea dá 5 ao Man City (Pellegrini abdicou); Marítimo afunda Tondela num jogo de loucos; Lito triunfa no Restelo; Contador vence no Malhão mas foi Thomas a bisar; FC Porto B vence e aproveita escorregadela de todos os rivais

Imagem: Daily Mail
Pellegrini abdicou por completo desta competição ao apostar num 11 recheado de reservas, com 4 elementos ainda com idade de júnior e mais 2 de apenas 19 anos, sendo que também fez entrar mais 2 sub-20, o que, tendo em conta que o adversário da Champions é o D. Kiev, faz pouco sentido; Aproveitaram os Blues, que, apesar de terem jogado a meio da semana,  colocaram os melhores.

O Chelsea goleou o Man City, por 5-1, carimbando assim a passagem para os quartos-de-final da Taça de Inglaterra. A partida até foi empatada a 1 para  o intervalo, depois de Faupala ter igualado para os Citizens dois minutos a seguir a Diego Costa ter inaugurado o marcador. No entanto, na segunda parte o Chelsea, com golos de Willian, Gary Cahill, Eden Hazard e Bertrand Traoré consumou a goleada, sendo que Oscar, pelo meio, ainda desperdiçou uma grande penalidade. Pellegrini apostou em Caballero, Zabaleta, Adarabioyo, Demichelis, Kolarov, Fernando, A.Garcia, M.Garcia, Celina, Iheanacho, Faupala, tendo ainda feito entrar Humphreys e Barker. Nos outros jogos da tarde, o Palace surpreendeu ao eliminar fora o Tottenham (1-0), enquanto que o West Ham goleou o Blackburn Rovers, por 5-1.

Arouca (que jogou cerca de  50 minutos com menos um - primeiro 10 contra 11 e depois 9 contra 10) consegue vencer no Restelo e dá um passo importante rumo à Europa; Nacional ganha um ponto à Académica; Tondela consegue passar de 0-2 para 3-2 mas sofreu 2 golos nos descontos e diz "Olá" à segunda Liga - Num jogo importante na luta pela Europa, o Arouca derrotou o Belenenses por 2-0, estando agora a equipa de Lito Vidigal, à condição, no quinto lugar (fica à espera do que fizer o Vitória de Guimarães no derby do Minho). O grande destaque, neste encontro que marcou o regresso de Lito ao Restelo, do primeiro tempo foi a expulsão de Jubal, por duplo amarelo, aos 39', passando os visitantes a jogar em inferioridade numérica relativamente cedo. No entanto, no segundo tempo, o conjunto de Lito chegou ao golo aos 66' por Walter Gonzalez, e 15 minutos depois a coisa ficou ainda pior para os Azuis, já que Rafael foi expulso e, na conversão do livre, Lima estabeleceu o 2-0 final. Nota ainda para nova expulsão, desta feita de Mateus aos 84'. Já em Tondela, tivemos um jogo louco, com o Marítimo a bater os homens de Petit por 4-3. Os Insulares entraram melhor no desafio, com Edgar Costa e Dyego Sousa a darem uma vantagem sólida, mas aos 40' Menga reduziu e deu esperança aos Beirões para o segundo tempo, altura em que Edgar Costa, aos 60', foi expulso e, em vantagem numérica, o Tondela fez o empate por Junior e o 3-2 por Moreno, aos 84'. Quando parecia que os comandados de Petit atingiriam a terceira vitória no campeonato, já em período de compensação Dirceu fez o empate e, aos 90+5', Baba fixou o 3-4 final, num resultado que condena ainda mais os beirões. Finalmente, em Setúbal, Vitória e Nacional empataram a 1. Soares deu vantagem aos visitantes no primeiro tempo, mas André Claro fez o décimo primeiro golo na Liga e estabeleceu o empate.

Amaro Antunes (excelente trepador) foi o português em maior destaque numa prova em que as equipas lusas, como se esperava, nem fizeram sombra às do World Tour - Geraint Thomas (Sky) venceu pela segunda vez consecutiva a Volta ao Algarve em bicicleta, que terminou este domingo no alto do Malhão, onde o espanhol Alberto Contador (Tinkoff) conquistou a quinta e última etapa à frente de Aru e Pinot, numa espécie de aquecimento para o Tour. Já Amaro Antunes terminou a 5.ª e última etapa num excelente 4.º lugar com o mesmo tempo de Aru, o vencedor da Vuelta'2015. Thomas, na geral, bateu Ion Izagirre, Contador, Pinot e a surpresa Roglic. Amaro Antunes ficou em 10º à frente de Tiago Machado. Rinaldo Nocentini, em 29.º foi o melhor representante do Sporting, enquanto que Rui Vinhas em 31.º o melhor portista.

FC Porto B volta às vitórias numa ronda em os principais perseguidores deslizaram; Famalicão aproveita deslize do Chaves e está cada vez mais próximo da zona de subida; Freamunde, Portimonense e Aves atrasam-se; Sporting B outra vez com 10 jogadores e sem ganhar; Aflitos Mafra e Oriental somam 3 pontos - A II Liga continua a ter um desfecho impossível de prever. Na liderança continua o FC Porto B, que venceu o Atlético em casa por 1-0 (golo de Graça), mas na perseguição aos lugares de subida estão várias equipas em boa posição, sendo que nenhuma venceu (a excepção foi o agora 7.º classificado Gil Vicente frente ao Benfica B).. O Famalicão é quem está em melhor forma, tendo somado mais uma vitória (1-0 no terreno do Académico de Viseu) e aproveitado o empate do Chaves na recepção ao Penafiel (1-1) e a derrota do Feirense, por 1-2 frente ao Braga B. Já o Portimonense (0-0 na Covilhã) e o Freamunde, que não foi além de um empate a 1 na deslocação a Alcochete, tiveram jornadas menos positivas. Na Academia de Alcochete, o Sporting B ficou reduzido a 10 ainda na primeira parte, por expulsão de Kikas, mas, apesar de os capões se terem colocado em vantagem, um golo de Geraldes levou à divisão de pontos. No fundo da tabela, destaque para o triunfo dos aflitos Oriental (1-0 frente ao candidato Aves, fora de casa) e para o Mafra, que recebeu e venceu o Leixões por 1-0. Ambos continuam, porém, em zona de descida. 

Etiquetas: , , ,