«Não sou David Copperfield»; Benfica vence dérbi no Hóquei; Imbula já dá pontos; Payet marca e assiste

Não está a corresponder? Nesta fase as críticas a Klopp são injustificadas. Chegou já com a temporada a decorrer, com a equipa em crise e com um plantel que não foi construído por si e que, para além de ter muitas lacunas, tem vários jogadores que não parecem agradar ao treinador alemão (a opção por Firmino como falso 9, por exemplo, demonstra que Benteke não é o ideal para o ex-Dortmund). Isto sem falar das lesões que afectaram elementos fundamentais e que complicam a criação de rotinas. A paciência faz falta no futebol, e neste caso mais do que nunca. 

O Liverpool só somou 5 pontos, em 18 possíveis, em 2016, e foi eliminado na Taça de Inglaterra, mas Klopp desvaloriza e diz que precisa de tempo para colocar o clube no caminho dos bons resultados. «Não sou David Copperfield, as coisas não mudam por magia. É preciso trabalho. Sinto que estou no sítio certo, continuo a trabalhar e a aprender todos os dias. Claro que estou desiludido com alguns resultados e exibições, mas mantenho-me otimista», argumentou o treinador alemão, no lançamento do jogo de domingo, no terreno do Aston Villa. "Se fosse fácil, todos teriam sucesso", disse o ex-Dortmund.

A superação do Sporting quase proporcionava uma surpresa como a da Supertaça. Os leões conseguiram dar luta, se tivessem tido outra eficácia até poderiam ter sonhado com outro resultado (Trabal esteve fantástico), e a superioridade clara das águias hoje não foi tão evidente - O Benfica voltou a vencer o Sporting (3-1) no campeonato nacional de hóquei em patins e mantém-se sem derrotas na liderança. Os encarnados chegaram à vantagem com golos de Adroher e ainda antes do intervalo chegaram ao 2-0 por Diogo Rafael, mas na segunda parte houve uma boa reacção da equipa da casa e Trabal foi obrigado a aplicar-se. O espanhol defendeu um penalty de Luís Viana (do outro lado Girão também brilhou) e só não conseguiu evitar o golo de Cacau, um dos melhores do Sporting a par de André Centeno. Numa altura em que a incerteza reinava, Adroher bisou e fechou as contas do jogo nos 3-1. Destaque negativo para a má qualidade do piso, que obrigou a algumas paragens.

Imbula já marca pelo Stoke; Crystal Palace em queda; Everton só joga bem contra os "grandes" - A estreia foi positiva e a partida seguinte foi ainda melhor. Imbula marcou o primeiro golo do Stoke City na vitória por 3-1 no terreno do Bournemouth, com Afellay e Joselu a contribuírem também de forma decisiva para a conquista dos 3 pontos. A equipa de Mark Hughes segue tranquilamente a meio da tabela, onde também está o Watford. O conjunto de Quique Flores voltou aos triunfos (2-1) frente a um Crystal Palace em queda livre. Troy Deeney bisou e continua a destacar-se como um dos melhores avançados da Premier League, de nada valendo o primeiro golo de Adebayor no novo clube. O Everton, que vinha de duas vitórias contundentes sobre Newcastle e Stoke, foi derrotado em casa pelo WBA e continua a desiludir. Salomon Rondón fez o único golo do encontro e ajudou os baggies a afastar-se dos lugares de perigo. O Swansea mantém-se com a cabeça à tona, mas o resultado negativo na recepção ao Southampton (1-0, com golo de Shane Long) de Fonte (Cédric só entrou na 2.ª parte) complica as contas. O Norwich não está numa situação muito melhor, apesar de ter conquistado 1 ponto frente ao West Ham. A equipa da casa esteve a vencer por 2-0, com golos de Brady e Hoolahan, mas Payet, com 1 golo e 1 assistência para Noble, continua a justificar o rótulo de melhor reforço do ano na Premier League. 

Etiquetas: , ,