Sp. Braga eficaz não desilude e está quase na próxima fase; Rafa marcou um golaço; Matheus fez a diferença

Sion 1-2 Sp. Braga (Konaté 53'; Stoiljković 13' e Rafa Silva 61')

Um Braga super-eficaz confirmou o favoritismo na Suíça e ficou com o apuramento para os oitavos-de-final da Liga Europa bem encaminhado.

Os gverreiros entraram melhor na partida, e depois de algumas semi-oportunidades, Stoiljković, com um remate espectacular, abriu o activo aos 13 minutos. O Sp. Braga parecia estar melhor, mas a partir dos 25 minutos o jogo mudou, o Sion cresceu, teve várias oportunidades claras para marcar - Matheus foi um muro - mas o resultado não se alterou no 1.º tempo, algo que aconteceu logo a abrir o 2.º tempo, com Konaté, que foi uma dor de cabeça para a defensiva minhota, a desequilibrar Boly e a fazer o 1-1. O conjunto de Fonseca denotava algumas dificuldades, mas num rasgo fantástico de Rafa, contra a corrente do jogo, voltou a passar para a frente do marcador, naquele que foi praticamente o 2.º remate à baliza até esse momento. O golo deu alguma estabilidade à equipa, e, mesmo com a expulsão de Vukcevic já perto do fim, num lance à Rui Costa, devido à demora na substituição, o resultado não se alterou.

Sion - Pecaram onde foram mais fortes na fase de grupos, na eficácia. O conjunto suíço teve oportunidades mais do que suficientes para conseguir outro resultado mas só por uma vez superou Matheus. O português Carlitos foi dos mais inconformados mas o protagonismo pertenceu ao avançado Konaté, que se fartou de desequilibrar e demonstrou que tem capacidade para jogar noutro patamar.

Sp. Braga - Demasiados erros defensivos, com Boly e André Pinto a terem algumas falhas, num jogo em que Wilson Eduardo voltou a ser lateral direito, mas em compensação apareceu um super-Matheus, que com várias defesas de alto nível fez a diferença; Nas alas, Alan esteve apagado, Rafa também só apareceu nos últimos 30 minutos, mas ainda a tempo de ser protagonista ao apontar o golo da vitória, onde voltou a exibir toda a sua técnica e velocidade. Lance que o soltou, tendo o português aumentado o nível na recta final, tal como Vukcevic, que foi crescendo com o desenrolar da partida. No ataque, Stoiljković apontou um golaço, mas jogar com 2 avançados (fez dupla com Hassan) na Liga Europa, pode ser um problema uma próxima fase, já que a equipa fica demasiadas vezes em inferioridade no meio campo.

Etiquetas: ,