"Muro" Courtois deixa tudo em aberto; PSG foi melhor no 2.º tempo mas Chelsea demonstrou que não há favoritos

Resultado algo curto para os Parisienses, que dispuseram de uma mão-cheia de grandes ocasiões no segundo tempo (no qual foram claramente dominadores), mas o Chelsea, apesar de não ter contado com Terry e Matic, também revelou ter capacidade para discutir a eliminatória e na 1.ª parte até foi mais perigoso (Trapp ganhou os duelos a Diego Costa); Sendo que na 2.ª mão Hazard, Pedro ou Willian podem fazer a diferença, até por terem um perfil de decisão mais objetivo que elementos como Lucas ou Di María, que somam muitas perdas de bola. 

Tudo em aberto para o jogo de Stamford Bridge, depois de no Parque dos Príncipes o PSG ter vencido o Chelsea por 2-1. Um resultado que só foi estabelecido na parte final do desafio, com Cavani (que foi suplente) a fazer o golo da vitória aos 78 minutos, conseguindo bater um Courtois que durante a segunda parte foi uma barreira instransponível para os locais, depois de no primeiro tempo o Chelsea ter equilibrado as operações durante largos minutos. Quanto ao encontro, o PSG começou a dominar, com o Chelsea a apostar numa atitude mais expectante, baixando as linhas e dando a iniciativa aos locais. Nos primeiros minutos os Franceses criaram algum perigo (Verratti testou Cortouis e Lucas Moura também tentou de longe), mas nunca conseguiram criar muitos estragos nos Ingleses, que com o passar dos minutos foram tendo mais bola e subindo no terreno, acabando por ter uma soberana oportunidade aos 22', quando Baba cruza para Diego Costa, que com tudo para marcar cabeceia para uma grande defesa de Trapp (o Alemão desviou para a barra). Como quem não marca sofre, foi o PSG a abrir o marcador quando nem estava a criar muito perigo(Lucas e Di María iam-se destacando negativamente pela quantidade de bolas perdidas): aos 39', Zlatan Ibrahimovic marca um livre frontal e a bola desvia em Obi Mikel, não dando hipóteses a Cortouis e fazendo o 1-0. No entanto, os Ingleses viriam a responder mesmo em cima do Intervalo, com Diego Costa a desviar ao primeiro poste um canto da direita, enganando toda a defesa Parisiense e colocando a bola nos pés de Obi Mikel, que não desperdiçou e levou o jogo empatado para o intervalo. O segundo tempo até começou com uma excelente chance para os Blues (bela condução de Willian, que desmarca Diego Costa, com o Hispano-Brasileiro a não conseguir bater Trapp), mas a partir daí só deu PSG, com os homens de Blanc a encostarem o rival às costas, mas Ibra, Di Maria, Lucas ou Matuidi iam-se deparando com um muro chamando Courtois, que com várias defesas de alto nível manteve o empate. Já quando a fase de maior fulgor dos visitados havia ficado para trás, aos 78' Di Maria, com um passe fantástico, isola Cavani, que finaliza por debaixo das pernas de Courtouis e faz o 2-1. Nos minutos finais, o PSG poderia ter feito o terceiro, sobretudo quando Ibra rematou para nova defesa de Courtois, sendo que a melhor chance do Chelsea foi já perto do fim, com William a fazer um passe longo e Pedro, de primeira, a rematar às malhas laterais, mas o resultado não se alterou e o encontro vai para Londres com 2-1 no marcador.

Etiquetas: , ,