«Maicon não tinha condições para continuar no FC Porto mas vai regressar em Junho»; Indi falha Dortmund; Médio do Rio Ave apontado ao Espanyol; Hugo Almeida castigado com 3 jogos; Treinador do Leverkusen suspenso e multado

Layún ou Danilo ao lado de Marcano?

José Peseiro terá de fazer novamente alterações no eixo mais recuado do FC Porto no embate frente ao Dortmund, já que Martins Indi está fora da lista de convocados devido a lesão. Uma contrariedade num dia em que Pinto da Costa, além de ter criticado o Conselho de Arbitragem, afirmou que a saída de Maicon foi a melhor solução para o clube, mas realçando que o central vai regressar ao Dragão quando terminar o empréstimo, deixando a entender que para ser vendido. "Toda a gente sentiu que depois daquele jogo ele não tinha condições para continuar a vestir a camisola do FC Porto, portanto apareceu o São Paulo e entendemos que seria a melhor solução para o jogador poder reiniciar a carreira e para o FC Porto", disse, o líder dos dragões, garantindo ainda que: "Tem contrato por mais dois anos e se aparecer algum clube, veremos na altura própria. Agora uma coisa é certa: ficar lá até ao final do ano isso não ficará. O contrato acordado é até 30 de junho e nesse dia tem de se apresentar aqui", concluiu.

Tem sido um dos melhores médios defensivos esta época - De acordo com a imprensa espanhola, Alhassan Wakaso é um dos alvos do Espanyol de Barcelona para a próxima época. O médio, de 24 anos, tem estado em destaque no Rio Ave, o que tem motivado o interesse de alguns clubes no seu concurso.

O castigo foi aplicado após visionamento das imagens televisivas, uma vez que o incidente não foi referido no relatório do árbitro - Hugo Almeida, do Hannover, foi suspenso por três jogos devido a uma agressão a Dominik Kohr, do Augsburgo, em jogo da 22.ª jornada da Bundesliga. O internacional português atingiu o médio do Augsburgo com uma cotovelada na cara e mostrou-se arrependido, mas mesmo assim não se livrou do castigo. "Peço desculpa à equipa, ao clube e aos adeptos pelo que aconteceu. Foi um ato estúpido e irrefletido", disse Hugo Almeida.

O treinador do adversário do Sporting proporcionou um momento insólito na última jornada da Bundesliga ao recusar abandonar o banco após ordem de expulsão - A federação alemã de futebol (DFB) aplicou uma pena de três jogos de suspensão efetiva, que vai impedir Roger Schmidt, técnico do Leverkusen, de se sentar no banco de suplentes nos embates com Mainz, Werder Bremen e Augsburgo, aos quais se juntam dois em pena suspensa até 30 de junho de 2017 e uma multa de 20 mil euros. Schmidt recusou-se a acatar a ordem de expulsão do árbitro Felix Zwayer, na sequência do golo do gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, aos 64 minutos, contestando a cobrança rápida de um livre na zona defensiva do Borussia Dortmund. Perante esta recusa do técnico, o árbitro decidiu regressar aos balneários, interrompendo o encontro durante cerca de 10 minutos. 

Etiquetas: ,