Fora do Radar: Andre Gray

O futebol não acontece só na Premier League e na La Liga, não passa só por Old Trafford e Camp Nou. Fora do Radar é uma rubrica com o objectivo de dar a conhecer jogadores do futebol mundial, independentemente da idade, que passam despercebidos ao adepto comum.

Todos sabemos da competitividade do Championship de Inglaterra. Todos nos recordamos de autênticos epítetos à emoção como por exemplo o célebre segundo jogo da meia-final do playoff, em 2012/2013, quando a actual surpresa da Premier League, Leicester, jogava na casa do Watford a passagem à final do playoff de acesso à Premier League. Anthony Knockaert falhava um penalti aos 90+6, que teria consumado o acesso à final do playoff, e no contra-ataque os foxes acabariam sentenciados pelo golo do gigante Troy Deeney aos 90+7. Perdendo por 3-2 no conjunto dos dois jogos.

No entanto, nem só de grandes resultados/competitividade vive este campeonato recheado de equipas que dariam água pela barba a grandes equipas dos principais campeonatos europeus. Esta liga é, também, um autêntico viveiro de talentos sendo que, actualmente, o seu expoente máximo dá-se pelo nome de: Andre Gray, do Burnley.

Nasceu para o futebol sénior no modesto Shrewsbury Town no entanto, é no Luton Town que começa a evidenciar um potencial acima da média: em dois anos e meio o jogador inglês apontou 52 golos em 97 jogos ao serviço dos " Hatters". No final da época 2013/2014 desperta o interesse do Brentford acabando por ser adquirido por apenas 640 mil €. Gray apontou 18 golos em 47 jogos e foi a principal figura dos "Bees" na caminhada surpreendente da época 2014/2015 que permitiu à equipa situada no oeste de Londres chegar ao playoff de promoção mas que cairia aos pés do Middlesbrough na meia-final. Numa só época o Brentford não só teve retorno desportivo, pela fantástica performance de Gray, como financeiro, uma vez que o avançado inglês acabaria transferido para o Burnley FC por 12,4M € no final da época transata.

Transferido para Burnley FC, eram muitos os que não conseguiam entender o valor despendido pelos "Clarets" neste jogador que havia valorizado praticamente 2000% em menos de 12 meses mas Sean Dyche, treinador do Burnley, sabia o que estava a fazer. Gray "chegou, viu, assistiu e marcou". O avançado, que tem como principais características a qualidade no drible, a sua capacidade de fugir em velocidade à marcação e a sua capacidade de decisão tanto no momento da assistência como no momento de finalização, está a realizar a sua melhor temporada contabilizando 18 golos e 7 assistências em 28 jogos no SkyBet Championship.

Com apenas 24 anos, numa altura que o jogador inglês é sobrevalorizado, este diamante em fase de maturação pretendido por vários clubes da Premier League, gunner desde pequeno, que começou a jogar futebol por incentivo do avô, promete não ficar por aqui e continuar a deslumbrar os apaixonados pelo desporto rei.

Visão do Leitor (perceba melhor como pode colaborar com o VM aqui!): João Bonacho

Etiquetas: ,