Jonas lidera Bota de Ouro; V. Pereira no 1.º lugar; Fiorentina trava Nápoles

Vai segurar a liderança? Seria um feito notável, não só por este prémio nos últimos anos ter sido dominado por Ronaldo, Messi e Suárez mas igualmente pelo menor número de jornadas da I Liga em comparação com a La Liga ou Premier League.

Jonas, com o bis ao União, saltou para a liderança da Bota de Ouro, prémio que destaca o melhor marcador da Europa. O avançado do Benfica, com os seus 26 golos no campeonato, tem neste momento 52 pontos, mais 2 pontos que Higuaín (Nápoles) e Suárez (Barcelona), 6 que Lewandowski (Bayern) e 8 que o português Cristiano Ronaldo, que é o actual detentor e recordista neste prémio. Slimani, no 10.º lugar, com os mesmos 36 pontos de Neymar, é outro representante da nossa Liga, no Top 20. Recordamos que Portugal à semelhança de Inglaterra, Itália, Espanha e Alemanha beneficia de um coeficiente de 2 pontos (está entre os 5 melhores campeonatos da Europa); Por exemplo ligas como a francesa, ucraniana, russa e holandesa são cotadas apenas com 1.5, outras mais secundárias (da Lituânia, Finlândia ou Letónia) só tem 1 ponto.

Quem beneficia é a Juventus que segue isolada com mais 3 pontos que Nápoles e 8 que Roma e Fiorentina - Deu empate a 1 o Fiorentina-Nápoles, extremamente bem disputado no Artemio Franchi (principalmente nos duelos a meio campo e na organização tática). A equipa de Paulo Sousa entrou bem no encontro e logo aos 6 minutos, Marcos Alonso, de cabeça, na resposta a um canto de Borja Valero abriu o marcador. No entanto, na saída de bola seguinte, a meio campo, Alonso despacha para uma zona perto da meia lua quando Tatarusanu esperava o atraso e quem aproveita é Higuaín para fazer o empate. A partir daí a Fiorentina continuou a assumir as despesas do jogo sempre com grande qualidade na circulação de bola (onde Valero ia-se mostrando como peixe em água) e ainda enviou duas bolas aos ferros (Tello e Kalinic), mas raramente testou Reina, que acabou o jogo sem uma defesa. O Nápoles, principalmente no segundo tempo, cresceu para o jogo, e deu mais trabalho ao guardião contrário, mas por tudo o que mostraram hoje (a Fiorentina na circulação de bola e o Nápoles mais pela objetividade numa parte mais tardia do encontro) o resultado acaba por ser justo, embora não seja o que ambas as formações pretendiam.

Conjunto de Vítor Pereira assumiu a liderança, com mais 2 pontos que o adversário de hoje, mas com mais 1 encontro disputado - O Fenerbahçe derrotou o Besiktas, no Şükrü Saraçoğlu, por 2-0, golos de Volkan Sen e Nani (que foi suplente). O encontro foi equilibrado, assim como a posse de bola, a equipa de Senol Gunes ainda chegou a acertar mesmo nos ferros por intermédio do central Marcelo, mas um golo a abrir e outro a fechar da formação da casa valeram a vitória no Dérbi de Istanbul. Destaques para Bruno Alves e Quaresma, que fizeram os 90 minutos nos seus conjuntos, para Demirel (decisivo na baliza) e para o trio formado pelos laterais e pivot defensivo do Fener, sempre importantes na recuperação e manobra ofensiva.

Etiquetas: , , , , , ,